TVI

“Remédio Santo”: a história

Falta menos de uma semana para a grande estreia da novela que promete por os portugueses a rir. Conheça, agora, a história de Remédio Santo:

Há trinta anos, Violante (Margarida Marinho) estava de casamento marcado com o ambicioso Daniel (Almeno Gonçalves), inconformado com a pobre vida que tinha. Sequioso de ascensão social, Daniel não hesitou em trocar a namorada pobre e que esperava um filho seu, pela milionária Eugénia Monforte (Sílvia Rizzo). Eugénia e Violante eram amigas e a traição aconteceu da pior maneira possível. No dia do casamento, Daniel fugiu com Eugénia, deixando Violante no altar.

Trinta anos depois, Violante vê-se obrigada a regressar de Espanha – para onde foi viver e onde casou por conveniência – para Portugal. Nesse regresso, mata acidentalmente o marido, descobrindo posteriormente que este lhe escondera um filho bastardo durante toda a vida. Sentindo-se enganada, Violante entra em guerra aberta com Armando Ferreira (Adriano Luz), o filho bastardo do marido, com quem tem que disputar a herança do falecido, ao mesmo tempo que reencontra Daniel, o homem que mais a fizera sofrer.

Na origem desta reviravolta total da vida de Violante, está a sua filha Helena (Rita Pereira), cuja rebeldia e inconsequência não têm limites. Helena está envolvida com Gonçalo Monforte (João Catarré), um dos filhos do antigo namorado da mãe. Tal como o pai fizera no passado, Gonçalo abandona Helena e esta, enlouquecida de amor, inventa que está grávida e vem atrás dele para Portugal, para o obrigar a ficar com ela. Mas Gonçalo não a ama, nem quer saber dela. O seu coração vai pertencer a Aurora (Sara Barradas), sem saber que esta é uma mulher proibida para ele e para todos os homens, pois foi erigida à condição de santa praticamente desde o seu nascimento. Gonçalo e Aurora terão sempre Helena entre eles, disposta a fazer a vida negra a quem se atravessar no seu caminho para impedir o seu casamento com o rapaz.

Em Viseu e na aldeia de Mundão, circulam tipos pitorescos com quem as duas “espanholas” se vão cruzar: Hortense (Sofia Alves), conhecida como “Viúva Branca”, por já ter despachado três maridos, mas ter esperança no quarto; Evangelina (Patrícia Tavares), uma aristocrata falida, que recorre a uma série de disfarces para ganhar dinheiro; as irmãs Muleta NegraMaria Polícia (Rita Loureiro), Maria Coveira (Anabela Brígida) e Maria dos Caixões (Julie Seargent) – sempre a lidarem com a vida e com a morte, desde a agência funerária Conforto Eterno até aos bailes das viúvas, divorciadas, solteiras e mal casadas que organizam em sua casa; ao falso coxo Renato (Rodrigo Menezes), o maior “pintas” da região, que se aproveita duma suposta deficiência para viver à custa da mulher, Sara (Paula Lobo Antunes), que se mata a trabalhar em prol da família; o pastor Ângelo (Pedro Carvalho), cuja flauta tem poderes mágicos, provocando boas sensações em quem a ouve; até a uma figura misteriosa, vestida de preto, encapuzada e munida de um cajado, que atravessa o rio durante a noite numa jangada, deixando cartas à porta de pessoas a avisá-las que morrerão no dia seguinte, mortes essas que se concretizam.

Amor, romance, humor, fantasia, ódios, traições e invejas, santos e demónios, misturam-se num ambiente místico e quase mágico, em que cada um procura um remédio santo para todos os seus males. Basta apenas descobri-lo… A não perder, segunda-feira, dia 16 de Maio, Remédio Santo, na TVI!

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close