TVI

“Olhos nos Olhos” é uma “montanha-russa”

Quem o diz é o próprio autor da novela, Rui Vilhena. A novela liderou logo na estreia e, apesar de o primeiro episódio ser recheado de acontecimentos que levam à morte três personagens, a novela alcançou 43% de share.

Rui Vilhena diz ao jornal “Correio da Manhã” que a história da novela é uma espécie de “montanha-russa, com surpresas em todos os episódios” e acrescenta que “O objectivo é que o meu trabalho possa sempre alcançar uma boa audiência”. A novela, no primeiro episódio, que durou 88 minutos, foi vista por 1,662 milhões de telespectadores. O segundo episódio alcançou 17,2% de rating e 48,8% de share.

O autor confessa que já recebeu muitas respostas satisfatórias e adianta que “O saldo é muito positivo. As pessoas dizem que a novela está com uma linguagem cinematográfica. A construção do episódio, a maneira como as cenas se desenvolvem foge ao que estamos habituados a ver numa novela e parece mais cinema, o que é muito bom. As pessoas conseguem perceber que houve uma inovação no formato de novela”.

O autor reconhece que faz parte do seu estilo criar histórias com muita acção e muito aceleradas: “É tudo tão rápido que tenho medo que acabe por faltar assunto, o que graças a Deus nunca aconteceu.”

Acerca dos próximos episódios, Vilhena adianta que “Posso dizer é que a montanha-russa vai continuar. Há muitas personagens que não foram apresentadas. O factor-surpresa é fundamental em todas as novelas. Agora é que as pessoas vão começar a perceber todos os mistérios”.

Genérico

{youtube}pRV5inG88xA{/youtube}

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close