TVI

“Caia Quem Caia” estreou no sábado

A TVI prometeu e cumpriu. Irreverência e descaramento foram alguns dos ingredientes que constituíram a primeira emissão de “Caia Quem Caia”. Políticos e futebolistas foram as principais vítimas. Perguntas inoportunas, seguranças violentos e venda de autógrafos foram alguns dos acontecimentos que entraram, através da televisão, nas nossas casas, no passado fim-de-semana.

No último sábado foi exibido o primeiro programa de “Caia quem caia”, na TVI. A política e os políticos nacionais foram o principal alvo da equipa do ”CQC”, formada por José Pedro Vasconcelos, Pedro Fernandes e Joana Cruz. Na governação destacam-se José Sócrates, primeiro-ministro e Cavaco Silva, presidente da República, como principais vítimas da irreverência da Mosca CQC.

As tentativas de estabelecer um diálogo com os nossos governantes não foram nada fáceis. Aliás, não ocorreram de todo. Os repórteres de preto foram mesmo impedidos e afastados, pelos seguranças do ministro da Economia e Inovação, devido à pergunta incómoda e politicamente incorrecta que colocaram: “Senhor Ministro, já encontrou o Orçamento de Estado (OE)?”. Ironizando assim, com a situação relativa ao atraso da apresentação do OE de 2009.

O futebol foi outro domínio que mereceu destaque nesta emissão. Miguel Rocha, um dos repórteres do programa, deslocou-se até à Alemanha, país onde o Benfica iria jogar. Aí também fizeram das suas, começaram por oferecer, a Rui Costa, uma pata de coelho como amuleto da sorte. E tentaram vender, a um cidadão alemão, um autógrafo de Eusébio, por 10 euros.

Terá o descaramento desta equipa limites? Resta-nos acompanhar todos os sábados, na TVI

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close