TVI

PT muito perto de comprar 30% da dona da TVI

A Portugal Telecom (PT) está a negociar a compra de 30% da Media Capital, detentora da TVI – um dos mais valiosos activos do grupo detido pela Prisa. Isso mesmo confirmou ontem o grupo liderado por Zeinal Bava em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliário (CMVM).

“Na sequência das notícias recentemente publicadas na comunicação social, a PT informa que, tal como já tem referido relativamente a situações anteriores, aborda frequentemente opções estratégicas de desenvolvimento e expansão da sua actividade relacionadas com as várias áreas de negócio da empresa, desde que estas maximizem valor para os seus accionistas”, lê-se no comunicado.

Invocando a conhecida forte aposta do grupo na área da televisão e dos conteúdos audiovisuais, bem como o peso dos seus investimentos no mercado publicitário em Portugal, a PT, que alerta não poder “alhear-se das oportunidades de investimento que o mercado vai oferecendo, analisando recorrentemente todos os cenários que lhe sejam propostos e que sejam consistentes com a sua estratégia de negócio”, confirma a existência de contactos com Prisa.

E esses contactos “abordaram diversos cenários de investimento, incluindo a possível aquisição de uma participação no capital social da Media Capital e formas de relacionamento entre esta empresa e a PT”, diz o grupo, acrescentando que “não foi contudo celebrado qualquer acordo”.

Mas está para muito breve, segundo algumas fontes contactadas pelo DN, chegando outras a avançar que o negócio está já feito, envolvendo um valor não inferior a 150 milhões de euros.

A notícia, confirmada durante o dia de ontem pelo administrador da Media Capital Miguel Gil, que acrescentou que o negócio está aberto há cerca de dois anos, gerou algum espanto no meio na medida em que o presidente da PT, Zeinal Bava afirmou recentemente não desejar regressar aos conteúdos. Os mesmos conteúdos que agora considera importantes e essenciais para alimentar as suas plataformas, onde se inclui o Meo.

Quem era apontado como estando na corrida era a Controlinveste e Ongoing, mas ambas desmentiram qualquer interesse no negócio (ver caixa)

A Prisa, que detém a totalidade da Media Capital desde Agosto de 2007, anunciou em Outubro do mesmo ano pretender vender entre 20% a 30% da dona da TVI, tendo admitido dar preferência a investidores portugueses.

A Prisa já esteve em negociações com a PT em Abril deste ano para um consórcio para concorrer ao concurso de Televisão Digital Terrestre (TDT). Agora as conversações podem incluir também a operadora espanhola Telefónica. Há mesmo quem avance com esta leitura: PT antecipou-se à entrada da Telefónica na Prisa em Espanha. O Diário Económico avançava ontem que está praticamente negociada esta a entrada como forma de ajudar o grupo de media a controlar a actual dívida de 5 mil milhões de euros.

DN


/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close