TVI

Piet-Hein Bakker lança críticas aos guiões de Teresa Guilherme

Piet Hein-Bakker

Piet Hein-Bakker

Piet-Hein Bakker, antigo diretor da produtora Endemol Portugal, trouxe os reality shows para Portugal em 2000. Agora, afastado da Endemol desde 2007, Piet-Hein continua a ser espectador deste formato e lança algumas críticas a Teresa Guilherme.

Confrontado com o novo formato da TVI, Big Brother VIP, o produtor holandês começa por dizer, à NTV, que «Na minha opinião, o guião de Teresa Guilherme está cada vez menos natural. Acho que há ali cada vez mais uma construção da personagem de apresentadora e eu tenho as minhas dúvidas em relação a isso. Não sei se será a melhor forma de fazer. Acho que o risco deste tipo de construção é que se constrói uma personagem que já não toca na realidade». Para Piet-Hein algumas frases e trocadilhos que são ditos por Teresa Guilherme já não são frescas e perderam o timing para serem ditas e, como tal, deixa um conselho a Teresa Guilherme: «Há pouca improvisação e os reality shows precisam e vivem muito disso».

O produtor produziu vários formatos apresentados por Teresa Guilherme e revela que «Na altura do primeiro Big Brother ela estava menos presa a um guião. Também tinha, mas não era tão cheio de gracinhas e trocadilhos como agora. Digo isto como todo o respeito que tenho pela Teresa Guilherme, mas é o que sinto. Não gosto».

  • Miguel

    Concordo. Ela parece um papagaio, sempre a debitar trocadilhos uns atrás dos outros, já não é natural.
    E ainda por cima interrompe os concorrentes quando eles estão a responder a uma pergunta, só para poder “enfiar” com mais um trocadilho na conversa.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close