TVI

Pedro Barroso lança elogios a «Mundo ao Contrário»

pedro barroso

A trabalhar no papel de César, um traficante de de droga da novela que vai estrear no próximo domingo na  TVI, Mundo ao Contrário, Pedro Barroso contou em entrevista à Correio TV como foi a preparação da sua personagem, lançou elogios à nova trama, a Doce Tentação e ainda recordou o início do seu percurso nos Morangos com Açúcar.

Para o ator de 27 anos, Doce Tentação era uma história que funcionou como um «anti depressivo para a crise». «Aquele universo fantástico funcionou e, durante algum tempo, chegámos a ser líderes de audiência, o que significa que a aceitação do público foi boa. A novela tinha um a linguagem um bocadinho mais transversal, havia diferentes faixas etárias a ver».

Sobre o desafio de viver um traficante de drogas, em Mundo ao Contrário, Pedro Barroso admite estar a «gostar muito», em uma novela que considera «mais ousada». «O texto está bem escrito, as cenas são fluídas  os conflitos têm resolução rápida, o que obriga o elenco a estar muito atento ao guião. Isto é muito motivador», contou o manequim.

«Nesta novela nada foi feito ao acaso, e há uma mensagem muito bem alicerçada no enredo, que aborda temas que exigem sensibilidade, não basta falar de drogas e traficantes» e acrescenta: «Há um cuidado a ter com as camadas mais jovens do público que nos vê, não ferir suscetibilidades, mas não deixando de mostrar o que é importante. É preciso falar das coisas,mas com credibilidade», explica o ator que criou uma produtora em 2012.

Pedro Barroso recorda ainda o início da carreira nos Morangos com Açúcar em 2006, papel que considera um «um marco» no seu currículo de ator.«Era uma série juvenil de sucesso. Conheci aí o Tó Melo que foi um ótimo diretor de atores e formador. Foram importantes os valores que ele passou ao elenco de pouca idade», recordou.