TVI

Mónica Jardim acredita em “Perfil”!

Uma das repórteres do programa de sábado à tarde da TVI cedeu esta semana uma entrevista à TV Guia. Aos jornalistas, Mónica Jardim confessou sentir-se bem na estação de Queluz de Baixo, e de nunca ter baixado os braços depois do término de “Deluxe”: “Estive sempre a tranquila. Nunca me faltou apoio. Eu e a Carla Pereira de Ascenção passámos para os quadros da empresa, o que nos deu outra segurança. Durante estes meses de interregno, nunca estive parada. Fiz coisas para a informação, apresentei um programa na TVI 24, com o Marcos Pinto, chamado ‘Histórias de Natal 2010’. Foram 4 meses de intervalo a trabalhar noutros formatos”.

Por outro lado, a profissional do canal da Media Capital explicou ainda que o seu “Perfil” tem todas as condições para vencer: ” ‘Perfil’ é um programa diferente dos demais, que tem o privilégio de promover o património da estação. As rubricas que acompanham a entrevista central são inéditas e não existem em lado nenhum: a música, com o Paulo Vintém, o ‘be yourself’, com o fotógrafo Salvador Colaço, os mandamentos e os battles, conferem um ritmo e um interesse ao programa que já se começa a reflectir nas audiências. É um formato original, criativo e que tem qualidade de imagem e um grafismo muito forte. Na terceira semana, conquistámos o segundo lugar e agora vai ser sempre a subir”.

Mónica Jardim falou ainda da concorrência de “Alta Definição” tendo considerado um programa um pouco “sem conteúdo” em relação ao “Perfil”. “Falando concretamente de ‘Alta Definição’, na SIC, não retiro mérito ao programa, mas considero o ‘Perfil’ melhor e mais completo, porque não nos limitamos a fazer uma entrevista central. E, até mesmo nas entrevistas, somos diferentes: a nossa preocupação não são tanto as lágrimas, mas, sim, o rigor em tentar retratar o percurso do entrevistado”, frisou.

Por fim, a repórter falou ainda da importância de Gabriela Sobral, José Eduardo Moniz e Júlia Pinheiro na sua carreira: “Mais do que líderes sempre foram bons profissionais que deram tudo pela TVI. Não me esqueço que foi o José Eduardo Moniz que acabou por colocar a estação no pico de audiências. Ainda assim, ninguém é insubstituível”.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close