TVI

Júlia Pinheiro critica arduamente Teresa Guilherme

Depois de Júlia Pinheiro, numa entrevista à TV Guia, ter falado sobre «Toca a Mexer» e a subida de audiências da SIC, chega a altura de Júlia criticar Teresa Guilherme. A mesma recorda memórias sobre o que viveu na estação privada.

Quando confrontada sobre o facto de Teresa Guilherme ter chamado de «mixuruco» ao nome do programa de domingo à noite na SIC, «Toca a Mexer», Júlia revela que não foi ela que escolheu o nome mas «tenho a certeza de que Casa dos Segredos não foi ela que escolheu. Fui eu!»

Sobre o facto de se falar que esta tem medo de enfrentar a rival, Júlia defende-se dizendo que «Não me importo nada de perder, ao contrário do que as pessoas possam pensar. A vida nesta indústria é feita de vitórias e derrotas. Eu perco todos os dias para o Você na TV! E por muitos! Há uma coisa que eu sei: o produto que estou a fazer é bem feito! Se não tivesse outra solução ia para a guerra. Felizmente tenho uma casa cheia de apresentadores. Além de que Bárbara Guimarães é mais gira do que eu».

«Estão a fazer muito menos em relação à primeira e segunda edições, sim. Mas muito menos.», argumenta a apresentadora do Querida Júlia sobre os resultados da terceira edição da Casa dos Segredos. Para justificação de tais resultados, Júlia afirma que «Casa dos Segredos é um formato maravilhoso, mas este casting talvez não tenha sido tão entusiasmante. Depois, os conteúdos que eles geram… o orçamento, se calhar, também dificulta uma melhor monotorização, as equipas não são tão rodadas… Os reality shows são relojoarias: aquilo tem de ser feito por artesãos de primeira».

Sobre Teresa Guilherme, Júlia Pinheiro não poupa nas críticas afirmando vincadamente: «Não faço avaliações profissionais sobre os meus colegas. Quanto muito, só para os elogiar. O que aqui não é o caso…»

Na mesma entrevista, Júlia recorda várias memórias dos 20 anos SIC: «O meu primeiro ano de Praça Pública (1992) foi muito feliz e culmina quase comigo a ter as minhas crianças na rua. Porque sou a primeira barriga da SIC! Na altura fiquei aflitíssima, pois estava cá há três meses. Fui ter com o Rangel e disse-lhe: “Ah, Emídio tenho uma coisa horrível para te dizer. Estou grávida!” E ele responde: “O quê?” pensava que me ia despedir ou acusar-me de desonestidade, mas não. “Vai já “vender” essa barriga!” E fui: estive no ar até 15 dias antes de ser mãe». A mesma acrescenta: «Fui mimadíssima pelos meus colegas. Havia afeto na SIC».

Quando apagar hoje as velas do bolo de aniversário da SIC, Júlia tem um desejo «Uma liderança inequívoca!».

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close