TVI

Judite Sousa tranquila em relação às críticas

Judite Sousa informação TVI jornal das 8 oito

Judite Sousa informação TVI jornal das 8 oito

Judite Sousa, vê o seu nome novamente envolvido na polémica com a jornalista Ana Leal, que acusou anteriormente a diretora-adjunta de informação da TVI de censura. Os ecos da situação levaram mesmo à proibição de entrada  da jornalista nas instalações da estação. Agora, Judite Sousa nega qualquer mal-estar e garante que os bons resultados nas audiências falam por si e afastam os rumores.

Tranquila, a pivô garante já estar habituada às vozes de descontentamento. «As críticas são-me absolutamente indiferentes. Sou uma pessoa com 34 anos de carreira, já vivi muita coisa, já conheci muitas situações adversas, e nada nem ninguém me fazem afastar do meu caminho (…) Não me sinto julgada como diretora no meu local de trabalho. Sinto-me muito apoiada pelos jornalistas, porque é com eles que eu conto para todos os dias colocar em antena telejornais que são líderes de audiência», defendeu a antiga jornalista da RTP, citada pelo portal Sapo Fama.

No entanto, a jornalista não nega que haja quem se sinta descontente na redação da estação de Queluz de Baixo: «Há pessoas que estão mais infelizes e descontentes, mas hoje em dia é assim. Não há consensos, não se pode agradar a toda a gente e não se pode ter toda a gente feliz. Temos de viver bem com isso e perceber que as empresas são como as nossas vidas, todos temos o nosso lugar, o nosso espaço e funções a cumprir», garantiu, Judite, em declarações um grupo de jornalistas à margem da gala de atribuição dos «Troféus de Televisão TV7 Dias»,  que decorreu no Casino Estoril.

«Não vou nunca, em circunstância alguma, deixar de fazer o meu trabalho em função de estados de alma seja de quem for», concluiu a responsável pela informação da TVI.

Recorde-se que  na base do  processo está um pedido de esclarecimentos enviado por Ana Leal ao diretor de Informação, José Alberto Carvalho, e ao Conselho de Redação da TVI acerca de uma peça jornalística sobre o Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP), que seria emitida no Jornal das 8 de 26 de janeiro, mas que acabou por não ser transmitida nesse dia. A peça só foi emitida no dia seguinte, no canal de Informação TVI24, no espaço informativo da meia-noite, 25ª hora. A polémica levou ainda a jornalista Manuel Moura Guedes a criticar abertamente a diretora-adjunta de informação do canal.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close