TVI

João Paulo Rodrigues não sabe como é que a TVI se lembrou dele

É a grande revelação de A Tua Cara Não me é Estranha, está na frente e é o concorrente que já leva o maior número de vitórias na carteira. Desconhecido de alguns até ao passado dia 22 de janeiro, João Paulo Rodrigues é já como que um fenómeno de popularidade. Ainda assim, em conversa com a revista Notícias TV desta semana afirmou que não sabe como é que a TVI se lembrou dele para este programa.

Será que A Tua Cara Não me é Estranha vai mudar a vida do ator? “Não sei. Sinto que as pessoas me têm apoiado bastante. Sinto que me abordam mais do que na altura do Telerural. Programa que teve o poder fantástico de colocar Curral de Moinas no mapa e de tornar a sua cultura como se fizesse parte da cultura portuguesa. E é difícil um programa tornar-se cultural. Mas sim, agora, as pessoas abordam-me mais. No dia seguinte à primeira gala tinha 250 pedidos de amizade às 9 da manhã no meu Facebook. Nunca tinha tido uma página de artista só minha, sempre tive com o Pedro Alves, era a do Quim Roscas e do Zeca Estancionâncio. E de repente tive de criar uma página nova porque não posso ter toda a gente no meu Facebook pessoal.”, começa por dizer João Paulo Rodrigues, acrescentando que sente que agora já é reconhecido pelo seu nome e não por Quim Roscas: “Eu passei do 8 para o 80. Entrei para um programa em que as pessoas não tinham expectativas em relação à minha performance enquanto cantor, achavam que eu ia cantar e divertir o pessoal, esperavam mais de mim enquanto humorista e comediante que ia animar no programa. E de repente viram que eu me desenrascava a cantar e agora já criaram expectativas em relação a mim enquanto cantor. Isso assusta-me um bocado. Na semana em que cantei Guns N’Roses estava muito nervoso por causa dessa responsabilidade. Por todo o carinho, pelo que me têm dito, fico sem palavras. Fiquei tão nervoso que nem consegui divertir-me, estava preso. Esta onda de apoio assusta-me um bocado, mas agrada-me imenso o carinho e apoio que me têm dado. É incrível… nunca pensei que as pessoas me fossem acarinhar tanto.”

Quanto a esta oportunidade de trabalhar para o canal de Queluz de Baixo, o ator não sabe ao certo como surgiu? “Não sei. Sinceramente, não sei como é que se lembraram de mim na TVI. Não sei mesmo. Fui contactado pela Endemol”, respondeu.

Não terá sido, então o facto de José Fragoso o conhecer e ter apostado nele nos tempos da RTP? “Acho que é pura coincidência. Não estou ali a fazer humor, apesar de mandar as minhas larachas”, defendeu o jovem finalizando: “Gostam de me ver de mulher… (risos) É óbvio que aquilo é uma alegria. É bem-disposto. E com algum humor à mistura. Mas não estou ali com a tarefa de fazer humor, mas sim para participar num programa e cantar. As pessoas veem que o João Paulo Rodrigues não sabe fazer só o Curral de Moinas, o Portugal Tal e Qual, ou espetáculos de comédia.”, concluiu.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close