TVI

“Já tinha contrato com a SIC e ia assinar…”, diz António Pedro Cerdeira

alt

Depois de terminadas as gravações de Meu amor, é tempo de férias para muitos dos seus actores. Um deles é o intérprete de Leonardo, que, em conversa com a Nova Gente desta semana fala um pouco sobre a sua vida pessoal e revela alguns pormenores sobre uma recente investida do canal de Carnaxide.

Tudo aconteceu ainda durante a “era Moniz”, tal como António Pedro Cerdeira confessa: “Já tinha contrato com a SIC e ia assinar. Depois, tive uma conversa com o Moniz, expliquei-lhe a minha insatisfação – e não tinha que ver com dinheiro, porque fiquei a ganhar menos do que se tivesse ido para a SIC, mas com o facto de, por vezes, sentir-me mais sozinho ou não tão acompanhado. Algumas coisas mudaram, eu fiquei e foi bom”.

No entanto, na actualidade, o actor já não conta com José Eduardo Moniz na estação onde trabalha, e recentemente, também Gabriela Sobral deixou a TVI. Sobre isso, afirmou: “Todos nós tivemos muita pena. Tinhamos muito carinho da parte do Moniz, um grande apoio, ele era muito disponível, assim como a Gaby. Mas é o mercado. A SIC está a voltar a apostar na ficção e a chamar actores. Inclusivamente, convidaram-me. Em termos práticos, não notámos a saída deles, porque o trabalho desenrola-se da mesma forma, e temos o André (Cerqueira) muito presente, mas isso sempre tivemos”.

Televisão à parte, até porque agora o interprete de Leonardo pretende dedicar-se ao teatro e “fazer agora uma pausa durante algum tempo”. Na referida entrevista, ainda houve tempo de comentar a nova geração de actores.

Questionado sobre se actualmente “temos bons actores”, António Pedro Cerdeira foi peremptório: “Sinceramente, não acho. A maior parte são pessoas que vêm para este meio por razões contrárias. Vê-se pessoas que fazem delas próprias, e mal, convencidas que são supra-sumos, as Laurence Olivier e já com uma postura que me irrita particularmente. Isto tem de se trabalhar muito, não é so aparecer nas festas, revistas e fazer presenças em bares. Esse é o lado mais vazio”, confessou.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close