TVI

Francisco Côrte-Real rejeitou SIC

Não se pense que o actor foi mais um dos que recusou o convite de Gabriela Sobral para mudar de estação. A abordagem a Francisco Côrte-Real por parte da SIC foi há cerca de três anos, tal como o próprio confessou à edição desta semana da Notícias TV.

“Depois de Tu e Eu (2007), fiquei seis ou sete meses sem contacto com a TVI e voltei à faculdade. Não podia ficar à espera que as coisas acontecessem e surgiu a hipótese de fazer Rebelde Way, na SIC, ou o telefilme O Amor não Escolhe Idades, na TVI. Senti que se fosse para a SIC estava a fechar uma porta e decidi, e hoje acho que decidi bem, fazer o telefilme. O telefilme levou-me a fazer o Equador e outra novela, e agora estou aqui”, frisou.

Apesar de se ter mantido “fiel” à televisão de Queluz de Baixo, o actor nunca recebeu uma proposta de contrato de exclusividade: “Não. Não fui abordado nesse sentido. O que acontecer, acontece, não ando aí atrás de nada, só quero é ter o meu trabalho para poder evoluir. Hoje não param de sair miúdos dos Morangos com Açúcar, de onde eu vim também, miúdos que saem da escola de teatro, e cada vez mais pessoas que, pelas motivações erradas, querem ser actores… o que não falta é concorrência. Não ter contrato faz que, se não tiver trabalho na TVI, o vá procurar noutro sítio. Gosto de trabalhar na TVI, sempre fui bem tratado e estou satisfeito. Se tenho ou não contrato é com eles, não é comigo”, explicou.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close