TVI

Entrevista a Patrícia Müller

alt

A autora de Mar de Paixão, falou esta semana à Notícias TV sobre a experiência que tem sido escrever a novela da TVI. À referida publicação confessou que a inspiração da sua criação foi evoluindo ao longo do tempo: “O transplante do coração foi uma ideia trabalhada, juntamente com a TVI, já há alguns meses. Primeiro com José Eduardo Moniz, depois com André Cerqueira. Surgiu daí. E depois surgiu a história do golfinho, do nosso Kiki..”. Por falar em Kiki, Patrícia Müller referiu que há pessoas que acreditam que o “animal” é verdadeiro: “O golfinho parece que fala. Foi uma surpresa! Não estava à espera que ficasse tão bem feito, confesso. Tanto que a Plural está a colocar mais Kikis na trama. Está a funcionar muito bem. Não sendo um cão, é uma espécie de animal doméstico, uma espécie de Willy. E isso ajuda muito no imaginário das pessoas”. Quanto às audiências, a escritora afirmou que as de Mar de Paixão são um motivo de orgulho para si: “Deixa-me muito feliz! É fantástico ver que as pessoas gostam do produto. Aqui, todos os dias de manhã vemos as audiências do dia anterior. Não chega a ser uma obsessão nem uma pressão no sentido em que não há nenhuma pressão externa da TVI ou Plural, mas é uma pressão interna”.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close