TVI

Diretora-Adjunta da TVI teve um ano sem carteira profissional

Judite Sousa 2011

Judite Sousa, a diretora-adjunta de Informação da TVI, que se envolveu recentemente num alegado caso de censura à colega Ana Leal esteve um ano sem atualizar a carteira profissional de jornalista, após o prazo de validade da sua ter terminado, avança o jornal Correio da Manhã.

A antiga jornalista da RTP já pediu a renovação do título, que deverá ser renovado de dois em dois anos, na sequência de um contacto da Comissão da Carteira Profissional de Jornalista (CCPJ) mas vai ter de pagar uma multa.

Segundo uma investigação conduzida pelo jornal do grupo Cofina, o Correio da Manhã terá pedido esclarecimentos à Comissão de Carteira Profissional de Jornalista (CCPJ), depois de não ter encontrado o nome da pivô no site da entidade. A situação foi reportada pelo próprio presidente da CCPJ, Pedro Mourão, à jornalista portuense.

Contactada pelo jornal, a jornalista de 52 anos que conduz o programa Olhos nos Olhos com Medina Carreira, confessou que a « situação da carteira está normalizada» e justificou o atraso porque «poderá ter existido algum equívoco dado ter mudado de casa».

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close