TVI

Daniel Martins vai processar Endemol por afastamento do «Big Brother VIP»

Daniel MartinsÉ no domingo da próxima semana, dia 21 de abril, que chega à TVI o Big Brother Vip. Os concorrentes, famosos, apesar de não terem sido divulgados ou confirmados pela produtora do programa, Endemol, têm vindo a ser divulgados pela comunicação social os eventuais concorrentes.

Daniel Martins, que havia sido dado como certo no reality show da TVI, deixou de pertencer ao lote dos concorrentes apresentados pela imprensa. Tal como A Televisão noticiou, o famoso relações-públicas do Porto prometia muitos momentos conflituosos com José Castelo Branco dentro da casa mais vigiada do país.

Agora, afastado do Big Brother VIP pela Endemol, Daniel Martins vai processar a produtora. Na causa do processo estão as declarações dadas por uma fonte próxima da produtora à revista TV 7 Dias, que adiantou que os famosos se recusaram a partilhar a casa com Daniel Martins, por ele ser seropositivo: «Uma coisa é lidar com a doença num ambiente social. Obviamente ninguém é assim, mas para viver na mesma casa… as coisas mudam de figura. Várias pessoas recusaram esse cenário.», disse a tal fonte à referida publicação.

Daniel Martins já emitiu um comunicado, através da sua advogada Célia Santos, em que avança que vai processar a Endemol. Leia agora o referido comunicado:

[quote]Em face do que foi publicado na semana em curso na revista “TV 7 Dias”, a propósito da alegada recusa à participação de Daniel Martins no programa da TVI, Big Brother – V.I.P., cumpre-nos informar que vão ser tomadas todas as medidas legais que ao caso se impõem até última instancia para pugnar contra aquilo que se considera um acto discriminatório e sem precedentes.

O teor da publicação alegadamente feita pela produtora Endemol e publicada pela referida revista, reveste-se de um carácter profundamente discriminatório, impróprio, desusado e ilegal e de acordo com o que nela se pode ler a posição da produtora Endemol foi no sentido de afastar Daniel Martins do rol dos participantes no aludido programa, apenas e tão-somente em função de uma patologia, usando como justificação que a convivência social com alguém que é seropositivo é tolerável, já a convivência numa casa não é.

Assim, acreditamos que estas afirmações, constituem, para além de uma ofensa dirigida pessoalmente à pessoa do visado Daniel Martins, uma ofensa a todos os seropositivos e de uma maneira geral a todos aqueles que de alguma forma convivem com a realidade do HIV, bem assim como põe em causa todo o trabalho desenvolvido ao longo dos anos pelos profissionais do ramo da saúde e das associações que no terreno envidam todos os esforços para o tratamento desta doença e para a integração e igualdade daqueles que dela enfermam.

Assim, as mensagens veiculadas na comunicação social, significam um retrocesso nesse esforço.

Quanto às declarações que o visado entende neste momento proferir diga-se em síntese que o mesmo “se encontra profundamente chocado com todo o sucedido”.

Reiterando que dará impulso judicial de imediato a todas as providências legais que ao caso competem.

Porto, 10 de Abril de 2013,
Subscreve o presente comunicado em nome de Daniel Martins,
A Advogada,
Célia Santos[/quote]

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close