TVI

Cotrim Figueiredo justifica diminuição de novelas em horário nobre


É quase certo que a partir de Setembro, quando Sedução chegar ao fim, a televisão de Queluz de Baixo passará a ter somente duas telenovelas em horário nobre. Foi durante a apresentação da minissérie O Amor é um Sonho que o director-geral da estação justificou esta medida, em declarações ao Correio da Manhã.

“Uma coisa parece clara para todos: é que não é normal que uma televisão tenha no horário nobre três novelas durante vinte anos seguidos, porque há uma altura em que isso conduz à saturação”, afirma o responsável, acrescentando: “Podemos ter outros produtos de ficção, porque a variedade é tão importante como a qualidade”.

De acordo com João Cotrim Figueiredo, a televisão que dirige vai continuar “aposta declarada na ficção nacional” mas através de outros formatos que possam permitir aos actores e autores “experimentarem registos novos, e ao espectador habituar-se a outro tipo de ficção com temáticas que nas novelas não é possível fazer”.

A terminar, o director-geral afirma que “é mantendo a aposta na ficção mas mudando–lhe o formato que é possível ir inovando e experimentando em horário nobre coisas para que um dia se possa passar sem ter necessariamente três novelas clássicas neste horário”.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close