TVI

Bernardo Bairrão não regressa à TVI


No dia seguinte a ter visto “chumbada” a sua entrada no Governo de Pedro Passos Coelho, onde assumiria o cargo de secretário de Estado adjunto do ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, Bernardo Bairrão confessou ao Expresso on-line que não vai voltar aos quadros da Media Capital.

“Ainda vou discutir o assunto com os outros administradores e com os acionistas, mas uma pessoa tem de ser consequente com os seus atos. Não faz sentido voltar depois de ter apresentado a demissão de funções. A saída da Media Capital é irreversível”, disse o responsável na primeira reação à sua saída da lista de secretários de Estado.

Apesar de as notícias recentes darem conta de que o nome de Bernardo Bairrão foi mesmo vetado pelo novo primeiro ministro, motivado pelas declarações públicas deste sobre a privatização da RTP, o ex-administrador da Media Capital fez questão de esclarecer que foi por motivos pessoais que acabou por não integrar a lista de secretários de estado do novo governo.

“Depois de ter aceitado o convite numa primeira fase, após uma reunião com o ministro entendi que não fazia sentido assumir funções”, sintetizou Bernardo Bairrão, explicando apenas que as motivações para essa decisão “foram políticas e pessoais”.

Resta saber qual será o futuro do antigo administrador da TVI.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close