TVI

“Aumentamos a nossa [TVI24] quota de mercado em cerca de 50%” diz José Alberto de Carvalho

José Alberto de Carvalho entrevistado pelo jornal Briefing comentou os resultados do relançamento da TVI24 em janeiro, último. Segundo o diretor de informação da TVI, “Aumentámos a nossa quota de mercado em cerca de 50%, tanto no day time como no prime time.”, acrescentando, “demonstrámos que as soluções de programação para um canal temático desta natureza, tal como a abordagem informativa pode ser diferenciadora e que há sempre inovação para introduzir”. Ainda sobre as audiências do canal de informação, o responsável afirma “que nalguns segmentos horários somos líderes dos canais informativos do cabo. E, em média, a nossa posição relativa face aos concorrentes diretos, foi reforçada”.

Questionado sobre a crise que afeta o país e em especial o sector dos media, onde se insere o canal de Queluz de Baixo, “por força da crise económica e financeira, vamos ser obrigados a ensaiar respostas para que as empresas sobrevivam e se reinventem. Isto vai acontecer inevitavelmente com mais força aqui do que noutros países. Para além de tudo isto… temos de o fazer nas mais difíceis condições de mercado e de orçamento jamais experimentada por qualquer empresa do sector”. Sobre a “revolução tecnológica”, “muito evidentes sobretudo em gerações mais novas”, José Alberto de Carvalho, diz que “os media em Portugal estão obrigados a reinventar o negócio em função da grave crise económica que fez recuar o mercado da publicidade cerca de uma década. Isto é de uma dimensão sísmica, porque as empresas cresceram e moldaram-se em função de outra realidade tanto económica – ao nível do investimento publicitário – como de consumo”.

Sobre o que há de diferente na informação da TVI, o diretor de informação acredita que “mudámos a percepção do público. A Informação da TVI reivindica um lugar de absoluta relevância no panorama nacional”.

Sobre as audiências, José Alberto de Carvalho, salientou a liderança de Jornal da Uma desde janeiro, “o “Jornal da Uma” é o noticiário mais visto da hora de almoço e isto aconteceu em janeiro e fevereiro”. E ainda que conseguiu, pela primeira vez “na história do canal, ser líderes nos dois principais espaços informativos”, referindo-se à também liderança de «Jornal das 8» nos noticiários das 20h. Sublinhou ainda o facto de “Em Janeiro e Fevereiro estava em vigor o modelo da Marktest. Em Março, os dados existentes recolhidos pela GfK confirmam esta tendência [de subida nos informativos da estação]”, e que em alturas normais, sem crise publicitária, “se traduziria de forma ainda mais evidente nos resultados financeiros da empresa”.

  • Brunur

    Eu já sou fã do canal e só via a SIC notícias! Melhoraram em tudo!!! Parabéns!

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close