Resumos TVI

“Anjo Meu” resumo de 30 de abril a 6 de maio

Anjo Meu TVI

Episódio 274

Matias conta à família que Geraldo pretende levar Joana Rita para o Porto e que ofereceu a Tamargueira a Alípio para que este deixasse ir a mulher. Joana Rita fica indignada e Henrique afirma que o Visconde não conhece limites para o que quer. Zé Maria pede calma, querendo duvidar da palavra de Matias, mas este afirma que Geraldo confessou tudo. Joana Rita sente-se entre a espada e a parede quando Matias lhe pergunta se ela se vai deixar comprar ou pela primeira vez na vida vai fazer o que é certo. Joana Rita dá um estalo a Matias e diz-lhe que ele não pode falar com ela naqueles modos.

Vasco pergunta a Maria Francisca porque é que ela nunca contou que estava ser perseguida e vítima de maus tratos. Maria Francisca afirma que não quer falar disso e que agora só quer ficar com ele na Vila do Anjo. Rogério entra e pede a Maria Francisca que o deixe a sós com Lipinho por uns instantes. Rogério aproveita o momento para confirmar a história de Brigite, em que Libório no seu leito de morte escreveu as iniciais da pessoa que o matou. Rogério descobre na antiga cama de Libório as iniciais MG.

Basílio pergunta a Mico se ele vai ceder à chantagem de Claudette e este responde que terá de escolher entre Maria Clara e Miguelito.

Mais tarde, Mico desabafa com Maria Clara e conta-lhe todas as maldades que ele fez a Pepito na esperança que ela o deixe, porém Mico fica desesperado quando percebe que a namorada achou tudo o que ele fez muito romântico. Mico decide confessar que foi ele quem atirou a caixa a cabeça de Felicidade, o que deixa a jovem chocada. Para alívio de Mico, a filha de Felicidade pede algum tempo para poder digerir tudo o que acabou de saber.

Gabriel mostra a Matias um jornal onde este lê que a família de Caracol conseguiu recuperar parte das empresas que tinham sido nacionalizadas depois do 25 de Abril. Gabriel diz que terá de assumir o controlo da companhia e pede ao amigo que o ajude, pois tem medo que o passado o volte a ensombrar. Matias conta que ele não é obrigado a nada e que deveria permanecer na Vila do Anjo. Gabriel conta a Carolina e insiste com ela para que se mudem para Lisboa. Carolina fica tensa ao perceber que Gabriel está mesmo decidido a ir-se embora.

Eva diz a Matias que releu as cartas que ele lhe enviou nos dez anos em que estiveram separados, pois precisa saber se as pessoas que eles os dois eram ainda existem. Eva afirma que ainda há esperança e pergunta se é possível os dois pensarem sobre isso separados de modo a ficarem juntos no futuro. Matias não aceita e lembra que a partir do momento que ela saia de Vila do Anjo, também sairá da sua vida.

Geraldo aparece na Tamargueira para informar que está de partida para o Porto, mas antes tem uma questão da Herdade para resolver. Joana Rita acusa o amante de não mudar e de mais uma vez não a respeitar, tratando-a como mercadoria que se pode comprar. Geraldo mostra o documento em que este entrega a Herdade a Alípio e que não a obriga a ir com ele para o Porto. 

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close