TVI

“Anjo Meu”: O Enredo


Foi ontem apresentada à imprensa a sucessora de Mar de Paixão. Com um verdadeiro elenco de luxo, Anjo Meu promete cativar os telespectadores portugueses e levá-los até à década de 80.

Um dia depois da apresentação, revelamos-lhe um pouco da história que apaixonará os portugueses.

Tudo começa pouco tempo depois do 25 de Abril de 1974, quando a família Rebelo da Cunha perde o seu poderoso império empresarial e a herdade da Tamargueira, propriedade da família, ocupada no verão quente de 1975. Sendo eminente a prisão de Geraldo, o patriarca, a família prepara a fuga da terra, mas não sem antes passar pela tragédia da morte da mulher deste homem, vítima de uma bala perdida. Geraldo parte, então, com a filha, Eva, para Nova Iorque e confia as jóias da família a uma criada de confiança, Joana Rita, para que ela as entregue, mais tarde. Mas tal nunca chega a acontecer.

Dez anos depois, em Nova Iorque, Geraldo ainda não recuperou do desaire financeiro e emocional. Frequenta casas de jogo clandestino e contrai dívidas com a Máfia. Um dia, a sorte do patriarca dos Rebelo da Cunha muda, ao ganhar uma fortuna ao jogo, e decide voltar para Portugal.

No Alentejo, Joana Rita passou de criada a patroa. Comprou a herdade onde anteriormente trabalhava e é figura de proa na Vila do Anjo, preparando-se para concorrer a Presidente da Câmara. Mas a chegada do antigo patrão pode mudar tudo. Ele quer descobrir a verdade sobre a morte da mulher e desaparecimento das jóias da família. Joana Rita é, naturalmente, o alvo das suas suspeitas. O regresso desencadeia uma segunda revolução, na Vila do Anjo. Uma guerra de onde ninguém sairá ileso. Nem mesmo Eva e Matias.

Eva e Matias conheceram-se em circunstâncias dramáticas, antes da fuga. Desde então, os dois trocaram cartas apaixonadas. De volta a Portugal, a jovem espera encontrar o amado e, finalmente, viver o romance que alimentou durante dez anos. Está longe de suspeitar que Matias é filho de Joana Rita, porque ele nunca lho revelou. Mas a inimizade dos pais não é a única barreira que separa Eva e Matias.

Na Vila do Anjo, diariamente, o telespectador reviverá os anos 80 através das histórias que se cruzam entre personagens que amam, odeiam, sonham, vencem ou vivem dramas e desilusões. Dos triângulos amorosos, à ambição política e à eterna procura da felicidade, famílias irão lutar pelos seus lares, emigrantes vão regressar à sua terra natal e os fantasmas do passado irão adensar os mistérios que a vila e seus habitantes podem esconder.

Da cosmopolita Nova Iorque a uma pequena vila do Alentejo, Anjo Meu revisita o Portugal dos anos 80 e a sua relação com o resto do mundo.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close