TVI

Alexandra Lencastre pode vir a ser operada depois de “Anjo Meu”

Alexandra Lencastre


A misteriosa doença da atriz que tem dado do que falar nos últimos dias, volta a ser tema na edição desta semana da revista Notícias TV, que adianta novos pormenores.

Segundo esta publicação, o problema de que padece Alexandra Lencastre não é afinal, uma gripe, mas sim um problema no estômago: “Ela é uma querida, mas tem andado em baixo, apesar de estar sempre a rir. Agora está à espera de saber se vai ser operada e quanto tempo ficará internada. Ela até já vomitou sangue”, garantiu uma fonte à revista do DN e do JN.

Ainda assim, neste momento, a atriz “está a fazer um tratamento de choque”, até porque “Não se sabe exactamente o que tem. Parece que é um problema de estômago e que está no limite de ser cancerígeno. Sempre que faz o tratamento fica muito debilitada”, revelou outra fonte à mesma publicação.

Confrontado com estas notícias, Nuno Gil, que tem sido apontado como novo namorado de Alexandra Lencastre, afirmou: “Só sei que ela está a recuperar bem. Já não estou com ela há uma semana e por isso não sei exactamente o que tem, desde que surgiu este problema que se isolou”, explicou o jovem

Outra fonte da Plural Entretainment adiantou ainda que o plano de gravações de Anjo Meu foi alterado devido ao estado de saúde da protagonista: “Na sexta-feira à noite disseram-me que ela não ia gravar na segunda-feira e que já não tinha gravado na semana passada. Andamos a fazer episódios mais à frente do que seria normal porque ela tem muitas cenas em atraso. Mas deve estar a chegar, e cheia de força, ela é um amor”.

  • Elisabeta 1990

    se é Helycobacer Pylori, é mto natural que fique debilitada em consequência do tratamento, pois os antibióticos são muito fortes. É uma bactéria que origina uma série de outras doenças: gastrite, úlcera (daí ela vomitar sangue) e pode até, vir a causar cancro. Não é fácil lidar com esta bactéria. É uma luta muito dura de se travar e ela precisa de muito apoio. A bactéria é muito resistente a muita coisa e há também, muita coisa que a ajuda a desenvolver-se. Até pode vir a ser resistente ao antibiótico. No meu caso, a bactéria resistiu aos antibióticos e Às dietas…
    Ela que não desista e que tente não se enervar. E tente não comer em quantidades elevadas.
     As melhoras.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close