TVI

Actriz quer pausa nas novelas

Alexandra Lencastre quer fazer uma pausa nas telenovelas, confessa a protagonista de ‘Fascínios’.

“Não gostaria de voltar a fazer outra novela tão cedo”, afirmou a actriz quando falava da personagem na série ‘Equador’, uma grande aposta da TVI. “Não sei que planos a TVI tem e se me pode integrar como actriz nalguma série ou projecto de ficção. Além disso, gostaria de apresentar um programa, algo que foi falado desde o convite para eu fazer parte da estação.”

A ‘Maria Augusta’, personagem de Alexandra Lencastre na série ‘Equador’, adaptada do livro homónimo de Miguel Sousa Tavares, foge totalmente aos papéis sensuais que costuma desempenhar.”Ela é uma mulher que está desabituada de ser feminina. É destituída de qualquer sensualidade”, revela a actriz.

“Faço parte do elenco secundário. Tenho um papel pequeno, mas decisivo na recepção do protagonista, Filipe Duarte”, frisa Alexandra, revelando:”Como sei montar a cavalo, não preciso de aulas. O que a produção não previa, mas eu quero é aprender um pouco de crioulo, para dar mais credibilidade à personagem, que é são-tomense, embor afilha de pais portugueses”, adianta Alexandra.

A descrição de ‘Maria Augusta’ no romance até é “de feições rudes”, especifica a actriz. “Não terei maquilhagem e vou cortar as unhas rentes. Mas adoro mudar!”, refere Alexandra Lencastre, defendendo a importância da “versatilidade dos actores”.

A actriz confessa ter dito a José Eduardo Moniz, director-geral da TVI, “não querer fazer sempre de sedutora, de mãe ou, até, de avó”.

SENSUALIDADE MARCA PAPÉIS

Requinte, elegância e sensualidade têm marcado as personagens interpretadas por Alexandra Lencastre na ficção nacional. Na novela ‘Ninguém como Tu’, exibida pela TVI em 2005, a actriz cativou as audiências com o esplendor do desempenho e o requinte do guarda-roupa e da maquilhagem. Nesta produção, ‘Luiza Albuquerque’ afirmou-se como um marco na dramaturgia da TVI. Em ‘Fascínios’, em exibição, Alexandra Lencastre volta a destacar-se pela elegância no papel da vil㠑Margarida’.

Da mesma forma se salientou na série juvenil ‘Ana e os 7’, como a governanta bonita e curvilínea que nunca perdeu a pose, mesmo com a difícil tarefa de disciplinar sete irrequietos órfãos. Até em 2006, no papel de ‘Fátima’, em ‘Tempo de Viver’, com o neto ao colo, a personagem manteve o fulgor e a sensualidade.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close