Globo

«Som Brasil» traz canções simbólicas do Nordeste dos anos 70

Som Brasil

O «Som Brasil» homenageia o Nordeste brasileiro dos anos 70. A apresentadora Camila Pitanga recebe nos palcos do programa os ilustres Geraldo Azevedo e Elba Ramalho e os novos nomes Karina Buhr, Nuria Mallena e Zé Cafofinho e as suas Correntes para apresentarem versões próprias de canções que simbolizam a época e a região.

Na década de 70, o Brasil viu despontar artistas que foram os precursores do movimento nordestino. Ao criarem narrativas sobre o povo conterrâneo, cantores como Alceu Valença, Belchior, Zé Ramalho e outros se consolidaram no cenário musical nacional e hoje são representantes do género. Um dos homenageados do programa, Geraldo Azevedo, divide o palco com Elba Ramalho para interpretar «Táxi Lunar».

A paraibana ainda canta «Avohai», «Pavão Misterioso», «Mucuripe» e «Paralelas». Na voz da baiana Karina Buhr, o público vai relembrar «Apenas um Rapaz Latino-Americano» e «Revelação». Já a pernambucana Nuria Mallena interpreta «Dona de Minha Cabeça» e «Velha Roupa Colorida»; e as canções «Frevo Mulher» e «Admirável Gado Novo» ficam por conta do grupo pernambucano Zé Cafofinho e suas Correntes.

«Som Brasil» vai para o ar, hoje, às 20:50, na TV Globo Portugal.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close