Globo

António Fagundes fala sobre vida e obra no «Starte»

Bianca Ramoneda Antonio Fagundes

O palco de um teatro carioca é o local escolhido para a conversa entre a apresentadora do «Starte», Bianca Ramoneda, e António Fagundes. As revelações sobre a arte de representar, os trabalhos que mais gostou de realizar e a sua opinião sobre as modernidades do século XXI, são os principais temas desta entrevista

O ator que atualmente podemos ver na telenovela «Gabriela» a interpretar a personagem «Ramiro», fala sobre as diferenças de trabalhar em teatro e as experiências adquiridas com os próprios erros em cena. «O exercício diário de apresentação para o público no teatro é magnífico, porque você erra. Lá você dá um salto mortal triplo sem rede», opina. Explica ainda como fez para desenvolver as suas habilidades – elogiadas pelos colegas de trabalho nos bastidores das telenovelas – para decorar os textos pouco antes de entrar em cena. «Eu tenho uma concentração absoluta na hora de gravar, que tenho desenvolvido há um tempo. Quando olho para aquele texto, ele é a única coisa que existe para mim no universo», explica.

António Fagundes comenta também a sua fama de galã. «Talvez eu tenha carisma, mas bonito nunca me achei. Esse rótulo de galã não me incomoda, é um acréscimo, né?», diz humorado. Durante a conversa, fala também sobre um lado pouco conhecido do público: o amor pelas comédias, nas quais ele adoraria ter mais participação.

Ao responder a uma pergunta sobre internet gravada pelo ator Lima Duarte, Fagundes conta que não tem jeito para os aparatos tecnológicos. «Sou um “analfabyte” declarado. Não tenho computador, me recuso a apertar aqueles “botõezinhos” todos. E vejo as pessoas fazerem isso no teatro ao invés de assistir à peça. Outro dia, um cara abriu um laptop na plateia e ficou digitando aquilo o espetáculo inteiro», reclama. Para o ator, a internet, ao invés de aproximar, afastou as pessoas. «Eu tenho problemas com a internet. É um veículo maravilhoso, mas que mudou nossa cabeça, nossa maneira de pensar. O que eu vejo hoje é uma incapacidade de se comunicar pessoalmente», defende.

 Poderá assistir ao programa «Starte», com António Fagundes, amanhã, dia 27, às 11:45, na TV Globo Portugal.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close