SIC

Teresa Guilherme contra “A Verdade Compensa”

O programa apresentado por Rita Ferro Rodrigues, intitulado de “A Verdade Compensa”, tem como objectivo reflectir acerca da participação dos concorrentes de “O Momento da Verdade”. Quem não gostou da ideia foi Teresa Guilherme que considera que os comentadores de serviço não ajudam em nada e que as pessoas começam a ver com outros olhos o seu concurso.

Teresa Guilherme diz que o programa “A Verdade Compensa” anda a prejudicar o seu concurso. “Que autoridade tem um painel para comentar a vida de concorrente”, diz a Teresa Guilherme ao jornal “24 Horas”, acrescentando que “começaram a cair participantes e apoiantes” logo a seguir à primeira emissão de “A Verdade Compensa”.

“As pessoas começam a ver com outros olhos o concurso. Não reprovo o programa, mas não ajuda, tira-lhe a perspectiva”, explica, acrescentando que “fazer um programa sobre outro programa é desconstruir o que se construiu” e, segundo Teresa, essa construção “foi difícil”.

Teresa sente-se envolvida com o programa “A Verdade Compensa” e diz que “Não queria ter a ver com a situação. Prestam um péssimo serviço ao programa.”, acrescentando que “é inadmissível andarem a escarafunchar a vida das pessoas.”. E, acerca da exibição da sua imagem, Teresa remata dizendo que “Eles fazem os comentários. Eu pareço uma tonta que não comenta.” e acrescenta que “O apresentador não tem autoridade para dizer o que há à volta do programa. Mas eu não autorizei aparecer em “A Verdade Compensa”. Tinham de me informar sobre isso.”.

Apesar de tudo isto, Teresa sabe que cumpriu o seu papel e diz que “Aquilo é um concurso em que as pessoas revelam o que pensam. Quando acaba, acaba. Não estou ali para julgar ninguém.”

Em relação à forma como Teresa soube da existência daquele programa, a apresentadora diz que “Descobri por mero acaso. Telefonaram-me a dizer para ligar a televisão e já a emissão ia a meio.”, mas desvaloriza a situação afirmando que “Ninguém me falou que ia haver o programa. Mas não é a primeira vez nem a segunda que acontece.”.

Rita Ferro Rodrigues diz que “Estou de corpo e alma empenhada em fazer “A Verdade Compensa”, que acredito que vai potenciar “O Momento da Verdade”, um grande programa de televisão.”. Por sua vez, Cláudio Ramos diz que o programa de Rita não prejudica “O Momento da Verdade”, dizendo que “Eu estou ali como espectador a comentar o comportamento de uma pessoa, não como um profissional.” e acrescenta que “uma pessoa que se expõe daquela forma automaticamente torna-se uma figura pública e está sujeita aos danos colaterais.”. A sua colega, Luísa Castel-Branco diz que, do ponto de vista sociológico, o programa em que participa é “interessante”. E acrescenta que “É estimulante estarmos três espectadores a comentar o programa. Depois, vemos as pessoas sem máscaras e isso é fascinante.”. Já Gonçalo da Câmara Pereira diz que “Quem escarafuncha é a Teresa Guilherme e o programa dela. Até pergunta o tamanho do sexo.” e acrescenta que “Quem somos nós para julgarmos. Agora temos direito à nossa opinião. Estamos num país livre.”.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close