SIC

SIC passa a cobrar visionamento de programas online

grafismo 2013 sic

Desde segunda-feira, ver Grande Reportagem, Quadratura do Circulo, Sociedade das Nações, Negócios da Semana e Expresso da Meia-noite, ou a reportagem A Fraude, passou a ter um custo de uma chamada telefónica de custo de 60 cêntimos + IVA, para desbloquear o programa.

Segundo notícia da edição de hoje do Correio da Manhã, a SIC, pela voz de José Freire, administrador da Impresa, garante que esta é uma forma de «reeducar o consumidor a pagar pelos conteúdos», e não tanto pelas receitas geradas, sendo que até 2015, este vai passar a ser um dos importantes motores financeiros do canal. Sobre novos conteúdos disponibilizados de forma paga, garante ao mesmo jornal, que, ainda este ano, está previsto lançar mais programas, como alguns dos espaços da ficção e do entretenimento dos canais SIC, mas que irá manter alguns conteúdos livres de pagamento, de forma a «atrair novos espectadores», mas que a maioria estará com visionamento cobrado.

Atualmente, as receitas SIC são na sua maioria, provenientes da publicidade, com a cobrança de conteúdos a atingir agora os dois dígitos. O administrador, afirmou ainda que a «publicidade não chega para financiar os custos», e que «outros métodos» de financiamento podem passar pela cobrança aos motores de busca, como o Google, batalha travada por Pinto Balsemão, o chairman da Impresa.

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close