SIC

SIC desmente indemnização a Rita Silva

Foi na terça-feira que o Correio da Manhã lançou para as bancas uma matéria que dava como certa uma indemnização da estação de Carnaxide a uma ex-concorrente do “Ídolos”, na ordem dos vinte e cinco mil euros. No entanto, e para estranheza da direcção do terceiro canal e da própria produtora do talent-show, essa notícia foi inventada. “É mentira. Não recebemos qualquer notificação. E não recebemos porque a informação é falsa”, revelou Luís Marques ao Diário de Notícias.

Uma vez que a informação disponibilizada pelo jornal da Cofina não só coloca em causa o bom nome da estação de Carnaxide e da Fremantle como do próprio concurso, que muito sucesso faz junto dos portugueses, uma acção em tribunal contra o Correio da Manhã já esta a ser pensada: “Numa altura em que estamos na fase final do concurso, esta notícia falsa põe em causa o nosso bom-nome. Isto não é grave, é gravíssimo”, confessou o director-geral da produtora do “Ídolos”.

Ao que parece, a condenada do processo com Rita Silva terá sido a editora discográfica do disco que a cantora havia lançado depois do término do talent-show da SIC. Segundo o Diário de Notícias, devido ao facto de Essência não ter obtido o sucesso prometido e desejado, a ex-concorrente acabou por “frequentar consultas de psicologia e chegou a abandonar a faculdade durante um ano”.

Resta agora saber se o Correio da Manhã irá ou não rectificar a informação difundida na edição de anteontem.

Tags

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close