SIC

“Rosa Fogo” é uma novela “sexy, carnal, feminina, sensual…”

As palavras são da autora da sucessora de Laços de Sangue, que fala com a edição desta semana da revista TV 7 Dias sobre a sua nova história.

“É uma novela supersexy! Nunca fiz uma novela tão sexy, carnal, feminina, sensual… e isso é ótimo. É uma experiência totalmente nova. É uma produção mista, não totalmente urbana, nem rural. Precisamos de verde e de ar puro para respirar, mas por outro lado é uma novela passada em Lisboa, com gente urbana e temas universais”, começa por dizer Patrícia Müller, acrescentando que Rosa Fogo é um “desejo antigo” que agora se concretiza: “Tinha muita vontade de contar uma história assim. Graças a Deus tive a sorte da Gabriela Sobral e do Luís Marques me dizerem: ‘Está bem’. Assim, juntou-se o útil ao agradável”.

Apesar de estar confiante no sucesso da sua telenovela, a autora sabe que tem uma concorrência “à altura”: “Nós temos uma grande concorrência com o local de onde vim, a minha casa, de onde tenho ótimas recordações e memórias. Tenho muito a agradecer à TVI porque foi lá que me fiz e nunca vou esquecer. São muitos anos a fazer novelas, conheço a máquina, portanto isto agora é uma responsabilidade acrescida. Estou nuns nervos…”

Como não podia deixar de ser, Patrícia Müller está sempre atenta às audiências: “Escrevo para o público e quero chegar ao maior número de pessoas possível. Faço um produto para ser visto e não para ser guardado na gaveta. Fico muito triste se o público não gostar. Depois, temos de ver as razões para o público rejeitar. O público é que manda! É absolutamente um mistério, nós nunca sabemos o que vai funcionar. Por melhores que o autor e o elenco sejam, nunca sabemos. É um mistério!”, defendeu.

A terminar, a argumentista elogiou a ficção que se faz em Portugal: “Vejo quase todas as novelas para ver como está o mercado. Eu acho que se faz ótima ficção em Portugal. Tenho orgulho de fazer parte de um grupo restrito de pessoas que têm a sorte de poder trabalhar na ficção em Portugal. Faz-se coisas excelentes em qualquer um dos canais portugueses”, concluiu.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close