SIC

Responsáveis da SIC comentam audiências da primeira gala do «Ídolos»

Perto de um milhão. Foi esta a diferença registada no passado domingo entre mais uma emissão de A Tua Cara Não me é Estranha 2 e a primeira gala em direto do Ídolos. Mas qual será, afinal, a reação da direção da SIC a estes valores? A Televisão esteve à conversa com Gabriela Sobral, Júlia Pinheiro e Luís Marques que deixaram um comentário aos números registados.

“O Ídolos está na linha do que nós estávamos à espera.”, começa por nos dizer a directora de Conteúdos do canal, justificando em seguida: “A gala de A Tua cara Não me é Estranha está no ar há uma série de semanas, de semana para semana tem fidelizado público e nós temos gravados. Lembro só que a diferença entre um programa gravado e um programa em direto é tremenda. E, portanto, nós estamos no início. Basicamente, para o público, chegámos domingo. Portanto, vamos ver o que se passa a seguir. Não fiquei surpreendia”

O diretor-geral da SIC, por sua vez, admite que os valores “estão dentro das minhas expectativas”. E explica: “o resultado está em linha com o que tinha antes. Se compararmos o desempenho do Ídolos, no tempo em que esteve no mesmo horário que teve nas emissões anteriores, teve o mesmo resultado, subiu até ligeiramente um bocadinho. Portanto, está dentro das minhas expectativas. Claro que está com um produto muito forte do lado da concorrência e isso é mérito da concorrência, portanto, o que nós temos que fazer é dar o nosso melhor.”

Já a Diretora de Produção assume a derrota mas é parca em palavras: “Não nos correu muito bem, mas é a primeira gala, vamos ver.”, explicou.

Resta aguardar pelas próximas semanas para saber que rumo tomará este duelo.

  • João Guerra

    Estão tristes! É a vida…

  • Diogo

    Então agora não soube bem a Gabriela ser atropelada pela ATCNMEE??

  • Brunur

    Bem feita!!! Sejam modestos, humildes, sérios e verdadeiros!

  • Pedro

    é pena que quem sofre com isso são os concorrente … acabarão por ser esquecidos …

  • LOL mas vcs são todos fanaticos TVI?? Mas que raio ja tou farto de estes comentarios sem fundamento sem regra. O comentário da Julia foi muito acertado na minha opinião para não haver aqui pessoas -…..

  • Ricardo

    Mas alguém tem dúvidas que o formato do Ídolos já não resulta num país que continua com uma carrada de grandes vozes sem espaço no nosso panorama e à espera de uma oportunidade?? É que já faz lembrar (quase) a imensa lista de espera do concurso dos professores…para quê continuar a insistir nisto?

  • Richard

    Os concorrentes sofrem por nao serem conhecidos? Lá por nao aparecerem na tv nao quer dizer que nao seijam conhecidos alias, quem nao esta dentro do assunto nao pode falar pois ate são bem reconhecidos. Dentro ou fora do pais. Ja o ATCNMÉE tem que ajudar os “CONHECIDOS” a voltarem ao de cima, pois ja nao sao relembrados.
    Porque nao dão opurtunidade a pessoas em geral. ? Saibam aperciar pessoas que estao a iniciar a sua carreira e nao as mesma que estão no ar e que sao conhecidos a anos e tem que ser relembrados com a ajuda de um programa

  • biller

    A 1ª Gala (em directo) dos Ídolos no passado domingo ( 27Maio) foi vista por uma audiência média de 831 mil telespectadores numa transmissão que durou cerca de 4 horas até serem conhecidos os nomes dos 4 finalistas ( Débora, Paulo, Pablo e Solange) que o júri e o público português decidiu eliminar.

    A estação de Carnaxide conseguiu conquistar um público alvo cujo perfil difere ligeiramente dos espectadores habituais da SIC. De facto, a audiência da 1ª Gala dos Ídolos atraiu um target ainda mais jovem que a própria estação SIC (níveis de afinidade mais elevados entre os 15-44 anos) e, não obstante o maior share feminino na audiência, cerca de 44% são telespectadores masculinos ( peso superior em comparação com o perfil-tipo da estação). Também ao nível das classes sociais, a 1ª Gala Ídolos reuniu as preferências de classes sociais mais elevadas ( ABC).

    Ana Mendes (OMG Consulting / Managing Director)

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close