SIC

«Querida Júlia»: Apresentadora culpa painel de audiência pelos resultados

querida júlia outubro

querida júlia outubro

Depois de completar dois anos à frente do programa Querida Júlia em março, a apresentadora do programa das manhãs da SIC aponta responsabilidades pelos resultados ao painel de audiências. «O programa tem sido muito prejudicado pela sistemática afinação do painel de audiências. Sendo um programa mais jovem em relação aos outros, é o mais afetado por estas mudanças. Tem sido difícil, até porque os programas do daytime são lentos a impôr-se e a criar a sua própria rotina. Mas estou muito tranquila à espera que ele cresça e que as pessoas se habituem a uma receita que não existia. Dois anos não chegam», defende a comunicadora que vê no tempo o seu maior inimigo: «O Você na TV! tem nove anos de emissão. A Praça da Alegria 15 ou 20. Demora muito tempo.»

Questionada sobre a vantagem de a TVI ter na dupla Cristina Ferreira e Manuel Luís Goucha um trunfo, a diretora de Conteúdos da SIC tem uma leitura diferente. «Acho que tem mais a ver com o balanço da estação. A TVI tem uma lógica de posicionamento de antena mais imediata e direta. A SIC tem estado mais distante do público e precisa aproximar-se dele. Você na TV! é ‘ponta de lança’ de uma comunicação de antena que surge em todo o espetro da estação. Isso ainda não acontece na SIC. Temos um público muito bom em termos comerciais, mas não tem o volume do público da TVI», contou a comunicadora que diz, no entanto acreditar «que se não estivéssemos dois seria mais difícil. Eles são fabulosos».

Para a apresentadora da estação de Carnaxide é «quase ridículo e esquizofrénico  falar da dupla concorrente, porque não consegue «falar deles sem sorrir, pois gosto muito dos dois e fui eu a madrinha, (…) por um lado quero muito vencê-los e por outro acho ótimo que eles ganhem!», confessou a responsável da SIC à Correio TV.

 

  • Pedro R.

    A culpa não é só do painel audiométrico. O programa tem um formato que não se impõe porque falta algo que leve as pessoas a verem o programa e a permanecerem nele. Estragou-se o espaço do Cláudio Ramos e da Ana Marques que, na Companhia das Manhãs tinha muito mais graça (e liberdade), a Júlia insiste em tentar comunicar como se o seu público fosse intelectualmente afectado, já para não falar do cenário que, com aquele branco e rosa toda, aliado ao tratamento de imagem desnecessário, a única coisa que faz é criar cataratas a quem o vê. As crónicas policiais já foram mais importantes para os programas da manhã e não há nada que diferencie a Querida Júlia do Você na TV – parece uma cópia, em termos de alinhamento, mas de pior qualidade. Quem se lembra dela a apresentar o SIC 10 Horas sabe que a Júlia é capaz de muito melhor.

  • ..

    pode ate ser do painel, mas o programa nao e grande coisa.. a julia e excelente.. a mim e o que me faz ver aquele programa.. porque o porgrama em si nao e muito interessante.. se criar novas rubricas por um cenario nao tao feminino como este e mais apelativo o programa subia….alem de ter que por um programa anterior com mais audiencias porque a herança deixada pelas cartas do dilema tmb nao ajuda

  • ivo

    A Júlia não quer ganhar ao Manuel e à Cristina. Por isso, faz do programa dela o pior de todos. Ela faz de propósito.

    • Ahahahahaha

      Isso é a gozar certo?

  • Miguel

    Que grande treta!

    Com ou sem este painel audiométrico, o programa sempre foi um flop, e o Você na TV um enorme sucesso

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close