SIC

Nuno Santos “gostava de ter feito mais” na SIC

julianunosantos

Depois de alguns anos à frente da televisão de Carnaxide, o jornalista decidiu aceitar o convite da RTP e regressou ao canal do estado para ocupar o lugar deixado vago por José Alberto Carvalho.

Seis meses depois de ter trocado de canal, Nuno Santos voltou a falar sobre o percurso na SIC, em entrevista à TV 7 Dias desta semana. “Saí pelo meu pé depois de uma experiência muito desgastante. Gostava de ter feito mais, mas sei que deixei uma marca na ficção e no entretenimento”, defende o responsável pela informação da RTP.

Questionado sobre se após a sua saída o canal de Carnaxide ainda há espaço para que esta tenha um diretor de programas, Nuno Santos foi perentório: “A SIC e os seus responsáveis máximos escolheram a forma de organização que julgavam ser adequada”, começa por dizer, acrescentando: “O queadro que eu tinha na SIC era menos interessante do que aquele da RTP”.

Já sobre o crescimento e bons resultados de Laços de Sangue, o diretor de Informação da RTP mostrou-se satisfeito: “Há mais marés do que marinheiros. Há um ano fui acusado de enganar o dr.Balsemão quando disse que a meta era ter um milhão de espetadores”.

E o que dizer da relação com Júlia Pinheiro? “É boa, como sempre foi, ao longo de quase 20 anos. Gosto da Júlia, do seu entusiasmo e da sua capacidade de enfrentar as dificuldades.” E com Luís Marques? “Com o Luís é excelente. Criámos laços fortes ao longo de vários anos. Acho que é uma pessoa qualificada. Não preciso de estar de acordo com as suas decisões”, concluiu.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close