SIC

Miguel Falabella critica opções de Nuno Santos

É cada vez mais usual as estações de televisões nacionais optarem por emitir episódios mais curtos das suas telenovelas, quando estas já estão na recta final. Elogiada por uns e criticada por outros, esta acaba por ser a opção tomada pela direcção de programas da estação de Carnaxide.

Um dos grandes críticos desta escolha é Miguel Falabella, autor de várias produções brasileiras, como Negócio da China. É em declarações à edição desta semana da Notícias TV que o argumentista brasileiro dá a sua opinião.

“Eles cortam tudo, nunca vi uma coisa destas, jamais vou entender. É um mistério a ser decifrado pelos futuros arqueólogos”, começou por afirmar Falabella, continuando: “Como é que um produto que tem 40 minutos de repente passa a ter 20? Como é que um espectador vai perceber um beijo entre duas personagens se eles cortam uma cena onde eu digo: ‘eu amo-te’?”, desabafou.

Conhecido por também ter interpretado várias personagens que ficaram na cabeça dos brasileiros, o actor foi ainda mais longe: “É a coisa mais estúpida que já vi na minha vida. É um absurdo. Se fosse autor aqui em Portugal ia causar uma grande confusão”, explicou.

A terminar, Miguel Falabella frisou ainda que esta opção acaba por prejudicar a programação de um canal: “Em termos de programação é muito mau. Se eu fosse director de programas jamais faria uma coisa destas. É uma pena”, concluiu.

Tags

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close