SIC

Maya: “A Júlia não tem que me agradecer (os resultados de ‘Cartas da Maya’)”

No ar há mais de um mês, Cartas da Maya – O Dilema tem conseguido manter altas as expetativas, não só devido aos resultados que conquista a nível económico, como também às audiências que tem registado. Prova disso está na subida de Querida Júlia nos últimos tempos.

É em entrevista à revista TV Guia desta semana que a taróloga fala sobre os números recentemente revelados: “Tem sido muito agradável, não só pela forma como sou acarinhada na SIC, como pela adesão do público ao programa e às chamadas telefónicas”, começa por dizer, acrescentando que: “Sempre tive chamadas na SIC e sempre fui uma figura acarinhada pelas pessoas”.

Quanto ao sucesso de Cartas da Maya – O Dilema, Maya garante que o mérito não é apenas seu: “O programa tem uma história, um conteúdo, um alinhamento, que é feito por uma equipa de mais de 15 pessoas. E depois, esta fase que atravessamos, de crise e descontentamento, também ajuda a que o público adira”.

Questionada se Júlia Pinheiro já lhe agradeceu o “empurrão” que tem dado ao se formato, a empresária foi modesta: “Há outras pessoas que dão muito mais dinheiro à SIC do que eu. A Júlia e eu temos uma relação de amizade, muito divertida, e brincamos muito uma com a outra. Não saio da SIC sem a cumprimentar e ela dá-me sempre uma palavrinha”, defendeu, concluindo: “A Júlia não tem que me agradecer por eu fazer o meu trabalho. Eu é que tenho de agradecer à Júlia Pinheiro pela oportunidade que me deram”, finalizou.

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close