SIC

Manuela Moura Guedes acredita que a SIC teve “medo” de a contratar

manuela moura guedes

Era uma das grandes apostas da televisão de Carnaxide no ano passado e foi anunciada em novembro de 2010 como tal. Contudo, a meio de 2011, o canal deu o dito por não dito e confirmou que, afinal, a jornalista já não teria um programa por lá.

Em entrevista à edição desta semana da revista TV Guia, Manuela Moura Guedes voltou a falar sobre o que se passou e afirma mesmo que acredita que a SIC teve medo de a contratar: “Foi tudo muito estranho. Foi uma mistura de coisas… Houve medo. A SIC é uma estação com grandes dificuldades financeiras, que depende de empréstimos. No fundo, vai dar tudo ao mesmo… A direção de Informação tinha vontade em ter-me, mas quando as coisas chegavam à administração….”, começa por dizer, acrescentando: “A direção queria dar à administração tudo como um dado já adquirido e eu quis ter um contrato antes de fazer qualquer coisa, como é normal. As coisas complicaram-se aí. O contrato chegou-me a ser dito que ia ser assinado numa certa tarde e nada… Veja, estive para fazer a noie eleitoral de 5 de junho…”

E foi precisamente este documento que mereceu alguns comentários da mulher de José Eduardo Moniz, que deixou claro que não foi ela quem exigiu coisas à última hora: “Não! O contrato era o mesmo. Nunca exigi mais pessoas, porque nunca chegámos a esse ponto. E de dinheiro, então, muito menos. Foi estranhíssimo”.

Terá sido então alguém do governo de José Sócrates que pressionou Francisco Pinto Balsemão para não a contratar? Manuela Moura Guedes é perentória: “Não faço ideia. Várias pessoas me alertaram para isso, mas não faço ideia”, explica.

A terminar este assunto, a jornalista confirmou que esta situação de impasse com a SIC foi mais um duro golpe para si: “Confesso que foi. Mas o tempo cura tudo, como se diz. Sofro com a injustiça que me foi feita. Foi complicado. E digo-lhe mais: como sabe, eu estava de baixa na TVI e andava a tomar anti-depressivos… Entretanto, comecei a tomar menos e, com isto da SIC, tive que voltar a tomar mais”, concluiu.

  • Biller

    Com o marido na concorrência, num grupo que quer matar a Impresa, MMG nunca poderia estar na SIC

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close