SIC

Manuel Wiborg queria mais de “Laços de Sangue”

O “Vicente” de “Laços de Sangue” já é bem conhecido dos telespectadores da SIC, contudo para o actor Manuel Wiborg a personagem ficou um pouco à quem das suas expectativas. “Foi um papel que ficou a meio”, explicou à Notícias TV.

Ciente de que o seu papel poderia ter sido mais explorado, nomeadamente na área do seu trabalho de designer, o actor sente que faltou alguma exploração deste “Vicente”: “Não explorei a vida de um designer, apenas a enunciei. O que me interessa fazer, e muitas vezes é difícil, é aprofundar o tema, o problema, explorar até ao limite. A personagem que fiz nessa novela não leva a acreditar que exista na realidade. E depois, quando se faz uma novela em nove meses, se a personagem não é muito marcada, se não vai além do dizer ‘bom dia’ e ‘boa tarde’ ao patrão, o que é o assunto dela? É a divisão interior dela se fica com a mulher ou a amante. Ora, isso quando aconteceu eu desapareci da história”.

Apesar deste facto, Manuel Wiborg confessa que foi um prazer ter integrado o elenco desta produção da SIC: “Tive prazer em fazê-lo”.

Em relação a um possível contrato de exclusividade, o actor confessa que não está interessado num, e informa que já lhe apresentaram um ilegal: “Nunca quis. Nunca me propuseram. Já me propuseram um contrato de trabalho, que não era de exclusividade, em que me disseram: ‘Se trabalhares para outro, despeço-te’ “.