SIC

Luís Marques comenta processo de rescisões na SIC

A redução de dez por cento dos profissionais que ganham mais de cinco mil euros por mês e o recente plano de rescisões voluntárias no canal de Carnaxide, é, na opinião do diretor-geral da estação, “suficiente” para fazer face aos problemas que a crise trouxe para a SIC, tal como o próprio revela em entrevista ao Diário de Notícias.

“Não está previsto qualquer novo plano de austeridade nos tempos mais próximos”, começa por dizer Luís Marques, acrescentando que o pacote de saídas voluntárias “atingiu o patamar previsto para este e para o próximo ano, em termos de recursos humanos”.

Ainda de acordo com o responsável, este plano abrangeu “duas dezenas de profissionais, muitos deles com salários acima da média da estação, uma vez que já estavam na empresa há muitos anos”.

A terminar, Luís Marques garantiu que este processo não o deixa indiferente: “É evidente que quando há saída de pessoas, há sempre um empobrecimento da empresa, não posso negar”, concluiu.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close