Resumos SIC

“Laços de Sangue” – Resumo Semanal (23 a 29 de maio) – Com fotos!

logo-Lacos-de-sangue

Atenção que esta notícia contém informações sobre o que vai acontecer em breve na novela Laços de Sangue da SIC.

Eunice pede desculpa a Inês e Tiago.

Eunice pede desculpa a Tiago e Inês por tê-los abandonado. Conta como Diana a sequestrou e agrediu, ao mesmo tempo que jurava matar os irmãos, caso ela revelasse o que se estava a passar. Eunice vai recuperando, pouco a pouco a memória e lembra-se que apontou uma arma a Diana. Sofre muito para reconhecer que deixou a filha ir demasiado longe. A empresária chora e pede desculpa a Tiago e Inês, por tê-los abandonado e por ter preferindo acolher Diana.

 

Corpo desfigurado foi encontrado na margem do rio.

Gastão informa que foi encontrado um corpo desfigurado na margem do rio, que pode bem ser o de Diana. Tiago, João, Inês, mas principalmente Eunice, não escondem o choque que a notícia provoca.

Inês e Eunice sofrem angustiadas por não ter sido ainda identificado o corpo que a polícia encontrou nas margens do rio. Eunice mostra-se dividida entre perder a filha pela segunda vez e o desejo de que ela pague, da pior forma por todo o mal que fez. Uma angústia que percorre igualmente o coração de Graciete, que veste de preto, confessando a Marisa estar a fazer pela filha adoptiva, o luto que não fez pela verdadeira. António confessa a Álvaro que teme que a mulher se vá abaixo.

Francisca deseja que o corpo que foi encontrado seja o de Diana. Inês e João também não esquecem o que Diana os fez sofrer e desejam que ela tenha morrido. Ricardo, por seu lado, esconde a sua apreensão ao saber que Diana pode ter morrido.

 

Fátima e Catarina ficam a saber que há um investidor interessado na fábrica.

António conta a Fátima e Catarina que Victor arranjou um investidor para a fábrica. Elas ficam de pé atrás porque Victor recusa dizer quem é essa pessoa. No entanto as suas preocupações não encontram eco nas colegas, que para além de as ofenderem, dão carta branca a Victor para negociar como achar melhor.

Fátima e Catarina opõem-se à venda da fábrica de enchidos, pois Victor recusa-se a dizer quem é o investidor que a pretende comprar. No entanto, as colegas não lhes dão ouvidos e aceitam a proposta de Victor, ofendendo Fátima e Catarina. Ao ver a preocupação das amigas, António prontifica-se a tentar saber quem é o homem que deseja tanto comprar a Campo Rico.

 

O corpo encontrado no rio não é de Diana.

A polícia comunica que o corpo que tirou das margens do rio não é de Diana. Apanhados de surpresa pela rapidez dos resultados. João e Inês são tomados pelo pânico, encarando com preocupação a possibilidade de Diana estar viva.

Nesse momento, Diana recebe os melhores cuidados de um lar onde foi internada.

A polícia judiciária esclarece entretanto, que o corpo encontrado no rio pertence a uma mulher mais velha e não a Diana. A revelação deixa toda a gente perplexa. Francisca e Adelaide mostram indignação, Tiago não cala a revolta desejando que a irmã tivesse morrido. Já Eunice começa a ficar deprimida, depois de João e Inês lhe contarem que visitaram Graciete para lhe dizer que Diana ainda pode estar viva.

 

Diana aparece num lar e prepara um plano maquiavélico.

Diana aparece num lar e começa a dar corpo a mais um plano maquiavélico, desta vez para evitar a prisão. Está com um olhar perdido, acompanhada por uma enfermeira que a acarinha. Diana finge ter medo e chora.

A polícia judiciária informa que localizou Diana num lar, identificando-a como Marta Nogueira. Inês apressa-se a visitar a irmã que finge estar com amnésia, dizendo que não se lembra de nada e não reconhece ninguém. A enfermeira que a acompanha confirma o diagnóstico, assegurando que Diana efectuou os exames médicos que revelaram a doença. Inês fica chocada e preocupada com a notícia.

Diana representa o seu papel na perfeição, fingindo não se lembrar quem é, nem de todo o mal que fez às pessoas que a rodeavam. O médico que a observou garante, também enganado, que ela tem mesmo uma forte amnésia, chegando ao ponto de pedir a Inês que dê todo o apoio à irmã. Inês fica chocada e desabafa que esta doença não podia ter vindo em melhor altura para quem cometeu crimes tão graves como Diana. Tiago não se conforma com a situação, mas João ainda acrescenta que Diana pode não estar a fingir.

Inês e Eunice não se conformam e contam a Diana quem ela é na realidade e os crimes que cometeu contra a sua própria família. Diana finge-se muito perturbada e simula um ataque de histeria. Eunice e Inês ficam em grande tensão.

Diana chora e finge-se muito angustiada, criando a dúvida no espírito de Eunice e Inês, sobre se estará ou não doente.

Graciete recorda, penalizada, o momento em que Diana disse que sabia não ser sua filha.

 

Luís é condenado a seis anos de prisão.

Isabel sente-se angustiada na véspera do julgamento de Luís. A relações públicas começa a encarar seriamente a hipótese se pedir ao tribunal a guarda total de David, caso o pai dele seja condenado. Jaime dá-lhe todo o apoio e fica nas nuvens quando Isabel confessa que gostava de morar com ele, levando o filho consigo. Sandra, por sua vez, está muito abalada, pensando que terá de reviver o ataque que Luís lhe fez e a violação que se seguiu. Tiago tenta confortar a namorada, mas sem sucesso.

Sandra testemunha por carta contra Luís, evitando a humilhação de ter de explicar em tribunal como ele a violou. As provas contra Luís são evidentes e acaba por ser condenado a seis anos de prisão, que terá de cumprir na íntegra. Isabel fica estarrecida com a sentença.

 

João recebe uma encomenda.

Na casa dos Caldas Ribeiro é entregue uma encomenda destinada a João. Quando ele abre o pacote, descobre uma mecha de cabelo e uma fotografia de Inês. De imediato pensa o pior e liga para a namorada, que não atende a chamada. João, Francisca e Adelaide ficam em pânico, pensando que Diana pode ter atacado, de novo, Inês.

Inês atende finalmente o telefone e João respira de alívio. Conta à namorada que recebeu uma mecha de cabelo acompanhada de uma fotografia sua. Inês fica muito perturbada e entende que o incidente é mais uma mensagem de Diana, disposta a fazer-lhe mal outra vez. Tiago tenta acalmar Inês dizendo que estará sempre ao seu lado para a proteger.

 

Sandra continua muito fragilizada.

Sandra despede-se de Isabel que lhe oferece ajuda para ultrapassar o trauma da violação. A alentejana manda beijinhos a David, ficando a chorar sozinha, muito fragilizada. Quando Tiago chega perto dela, fica desagradado, pois Sandra começa a culpabilizar-se por ter sido atacada por Luís.

 

Diana pode aguardar julgamento em liberdade

A polícia judiciária informa a família Caldas Ribeiro de que o juiz decidiu que Diana pode aguardar julgamento em liberdade e ter alta do lar, desde que alguém se responsabilize por ela. Francisca fica chocada e diz que não vai descansar enquanto não vir Diana atrás das grades. João fica fora de si, enquanto Inês e Eunice não escondem a surpresa que lhes causa tal decisão. António conta a novidade a Graciete que se limita a dizer que ele só pode ter percebido mal.

Eunice e Graciete acabam por ir ao lar, recusando, tanto uma como outra a assumir a responsabilidade de tomarem conta de Diana. António não aprova a decisão, mas acaba por compreender a decisão da mãe de sangue e da mãe adoptiva.

 

Pode ver as fotos destas cenas na galeria de fotos em baixo:

[nggallery id=4]

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close