SIC

Jéssica Athayde defende João Manzarra das críticas

Com a quinta temporada do «Ídolos» a não conseguir resultados muito positivos, nos últimos tempos têm surgido críticas à dupla de apresentadores. Mulher apaixonada pelo seu companheiro, a atriz da TVI defendeu, em público, o namorado.

“Sei que ele tem sido bastante criticado por causa das más audiências do «Ídolos», mas que não se devem a ele. Vejo algumas críticas que fazem em relação ao João e realmente fico triste”, desabafou Jéssica Athayde ao Diário de Notícias, revelando em seguida que não está de acordo quando “dizem que ele é sempre o mesmo boneco”.

“Acho que isso não corresponde à verdade. Não sinto nada que o João seja minimamente um boneco. Ele é o que é desde o início. É um bom comunicador, e tenho pena que «Ídolos» não tenha mais audiências, mas realmente o programa da TVI («A Tua Cara não Me É Estranha») está muito bem feito. Estou aqui a defender o meu namorado, sim! Ele não liga nenhuma (às críticas), mas eu ligo e fico triste, porque acho que ele não merece”, admite.

Fiel seguidora do programa da SIC, Jéssica Athayde tinha uma favorita que, no entanto, foi expulsa durante a noite de ontem: “Todos cantam bem. Mas gosto muito da Teresa. Há críticas que apontam estes concorrentes como os mais fracos, mas até nem acho que seja isso. Acho é que são mais novos (do que os concorrentes das edições anteriores) e as escolhas das músicas não são as mais felizes e por vezes não jogam a favor deles. A Teresa, se falarmos em ser artista e saber estar em cima de um palco, é a que gosto mais”, finalizou.

Apesar de tudo, e como estrela do canal de Queluz de Baixo que é, Jéssica afirma-se feliz com o sucesso de «A Tua Cara Não me é Estranha»: “Fico contente que o canal onde estou esteja em alta. Só não gostava de ir lá cantar. Ia fazer má figura e não ia conseguir imitar ninguém”, concluiu.

  • biller

    O Manzarra está armado em vedeta quando ainda tem muito que aprender e trabalhar. Está sempre a interromper os jurados com piadas fora do contexto. Perdeu a espontaneidade,

  • sandra

    É assim como em tudo na vida, um dia estamos no alto no outro estamos lá no fundo! Estou certa que para o Manzarra e para a Cláudia (atenção até gosto de ambos) porém é uma boa lição porque não é caras bonitas, em piadinhas a toda hora que dá audiências… e, para não falar que o formato Idolos já está demasiado gasto. Na vida não é tudo favas contadas, ambos ainda têm muito que aprender e que provar em televisão.

  • Pode facilmente perceber-se as razões desta falta de audiências.
    Em “A Tua Cara Não Me É Estranha!”, programa bastante parecido com o saudoso “Chuva de Estrelas” numa versão famosos, os “concorrentes” ficam até ao fim do programa e não saem os melhores, em detrimento dos mais populares.

    No Ídolos têm saído os melhores que no caso, sempre foram, as mulheres e têm ficado os piores pois, quem perde tempo a votar, são mais as mulheres.

    Mais uma coisa… Os votos no programa da TVI são repartidos entre o Júri e os telespectadores. No programa da SIC o Júri não tem voto na matéria o que diminuiu em qualidade, tal como se tem visto ao longo das Galas, o grupo de concorrentes em prova.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close