SIC

Impresa apresenta prejuízo no primeiro trimestre

O grupo do qual faz parte a SIC apresentou hoje os seus resultados referentes ao primeiro trimestre de 2011. O que se pode verificar é que a Impresa registou um prejuízo que ascende a 3,4 milhões de euros, o que comparado com o período homólogo de 2010 representa uma elevada quebra, pois havia registado um prejuízo de 900 mil euros.

Esta queda foi justificada pelo decréscimo de 6,1 % das receitas em todas as áreas, inclusivamente das respeitantes à área de televisão. Porém, é de salientar, que o grupo de Francisco Pinto Balsemão conseguiu reduzir a sua dívida comparativamente com o mesmo período do ano passado.

Relativamente à área da televisão, na qual se incluem os canais temáticos (SIC Mulher, SIC Radical, SIC Notícias e SIC K) e a generalista SIC, o grupo conseguiu mesmo crescer ao nível das receitas publicitárias (+1,4%) face ao período homólogo de 2010, mas houve uma queda bastante significativa (-42%) ao nível das receitas multimédia. Por outro lado, a nível de audiências e no computo geral da oferta televisiva, o universo SIC conseguiu arrecadar uma audiência média total mais elevada do que as outras famílias de canais (TVI e RTP), não obstante o decréscimo de audiências da generalistas comparativamente com 2010.

De facto, os primeiros meses de 2010 foram mais rentáveis devido ao talent show Ídolos, que ainda estava a ser exibido e contribuiu para um aumento das receitas multimédia, bem como ao nível audimétrico.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close