SIC

Fátima Lopes não tem saudades da SIC

Numa altura em que comemora dois anos desde que está na TVI, a apresentadora dá uma grande entrevista à edição desta semana da revista Notícias TV em que fala também, como não podia deixar de ser, sobre a sua saída da SIC. Não é uma mulher de saudades e, portanto, não as tem do canal de Carnaxide.

“Não, não tropecei nas saudades da SIC. Não sou uma mulher muito dada à saudade. Tenho sim, saudades das pessoas que fazem parte do meu ciclo afectivo. Sou tipicamente portuguesa e, por isso, sofro muito com saudades, mas no que toca ao trabalho sou bastante mais pragmática”, começa por dizer, acrescentando: “Não sou nada de viver a olhar para trás, acho que isso não nos ajuda a evoluir. Tenho as melhores recordações da SIC, jamais esquecerei esses 16 anos. Foi na SIC que nasci, me formei e que aprendi absolutamente tudo o que sei. Estou muito grata às pessoas que apostaram em mim e me ajudaram a crescer. Mas tudo isso foi uma etapa que já passou”.

A terminar, Fátima Lopes revela que, mesmo que a televisão de Carnaxide lhe tivesse oferecido a possibilidade de apresentar um programa como Somos Portugal, algo de que gosta bastante, não teria ficado: “Não. Se a SIC me tivesse oferecido este programa não teria ficado na estação. Encaro a vida de apresentadora como se fosse uma “missão”, é assim que vejo o meu trabalho. Não olho para o estrelato nem para o mundo cor-de-rosa. A minha missão é servir bem as pessoas e, para isso, tenho de ter condições para o fazer. Oferecerem-me um programa destes sem ter condições, não iria fazer bem o meu trabalho”, finalizou.

 

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close