SIC

Ex-concorrente de «Peso Pesado» concorre a «Toca a Mexer»

Dance Your Ass Off

Alfredo, que participou na segunda edição de «Peso Pesado», acusa a SIC e a produtora de “esquecimento”. O ex-concorrente vive dias menos bons, pois voltou a ganhar peso, está desempregado e ainda tem o filho mais novo a sofrer de epilepsia. Para tentar mudar esta “onda” de azares, tenta agora a sua sorte na nova aposta da SIC para a rentrée.

«Já engordei 10 e estou agora com 190, porque deixei de treinar. O ginásio fica em Alvalade, está pago até dezembro, mas não tenho dinheiro para as passagens. Tento manter uma alimentação mais equilibrada, mas não consigo, porque não tenho…», contou à TV Guia.

Alfredo conta que está completamente «desesperado», porque está desempregado e as pessoas “viram-lhe” a cara constantemente. Com um rendimento mínimo de 450 euros, contou ainda que vive atualmente com os pais, que o têm ajudado bastante nesta fase: «Tem-me valido o facto de ter uma família bastante unida».

Relativamente à sua participação no «Peso Pesado», confessa que foi uma experiência positiva para todos, mas também foi uma grande desilusão. «Depois da final, nunca mais ninguém da produtora ou do canal nos contactou. Esqueceram-se de nós!».

Porém, Alfredo não desiste e continua a procurar emprego todos os dias e até já se inscreveu no «Toca a Mexer», o programa da SIC que vai pôr os mais “gordinhos” a dançar… enquanto perdem peso.

  • João

    Não sei porque é que a SIC ou a produtora do programa iriam ter que andar a ligar para os ex-concorrentes dos programas. Cada um tem que seguir com a sua vida, e a SIC ou a produtora não são pais de nenhum dos concorrentes para andarem a resolver os problemas de quem participou nos seus programas.

    • Anónimo

      Concordo plenamente consigo, os concorrentes(pelo menos este, os outros não sei) devem pensar que vão ao programa e logo a seguir ficam famosos e ricos para o resto da vida…

  • joana

    mas no programa americano , a produçao segue os concorrentes

    • biller

      Em Portugal também, mas não é para toda a vida.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close