Resumos SIC

«Dancin’ Days»: resumo de 13 a 19 de maio

Resumo Dancin' Days

Resumo Dancin' Days

238º Episódio

Hugo lamenta ter de voltar aos negócios ilícitos para manter os postos de trabalho dos ex-presidiários que contratou para a sua empresa. Raquel incentiva-o a fazê-lo, argumentando que se o homem que ela conhece está rico a roubar carros e ainda não foi apanhado, ele também não será e acrescenta que Hugo pode sempre abrir, depois, a sua própria empresa sem depender de ninguém. Ele deixa-se convencer e pensa em pedir ajuda a Machado, para organizar a sua nova “actividade”. Hugo, fragilizado, pede para passar ali a noite. Raquel sorri falsamente e concorda, para não desmanchar o seu plano de vingança.

Carminho conversa com Jorge e encara o futuro com realismo, consciente de que a vida não vai ser fácil, uma vez que com o nascimento de Joana, as despesas não param de aumentar. Jorge desabafa que agora até nem ganha mal na revista e ele brinca, dizendo que vai pedir a Júlia que meta uma cunha a Artur para não lhe dar tanto trabalho. Jorge assusta-se e reage com alguma indignação mas acaba por sorrir quando percebe que a mulher se está a meter com ele.

Pela manhã, Hugo diz a Raquel que vai falar com Machado para saber o que é que ele acha do novo negócio e que homens podem contactar para fazerem o trabalho. Raquel ainda o espicaça mais, dizendo que quanto mais depressa começarem a roubar carros, mais depressa recebem dinheiro. Hugo está embevecido e agradece a Raquel por tê-lo deixado passar a noite com ela, desejando ficar para sempre ao seu lado. Raquel não fecha a porta mas responde que cada coisa a seu tempo. Depois de Hugo sair, ela senta-se no sofá, muito contente, agora que o seu plano está a correr como deseja.

Teresa fica em estado de choque quando vai acordar Gui e dá de caras com uma rapariga desconhecida deitada com ele. Gui grita à mãe que saia do quarto, acto que ele executa de forma quase mecânica, ainda não refeita do que acaba de ver. Gui leva Lara à porta e despede-se dela, pedindo desculpa pelo incidente. Bernardo aconselha calma a Teresa mas ela pede explicações a Gui. Este deixa claro que tem o direito de viver a sua vida como quer e que a casa também é sua. Gui ameaça remodelar a casa dos caseiros e mudar-se para lá com Carolina, se Teresa tornar insuportável a convivência debaixo do mesmo tecto. A mãe ainda esboça uma reacção mas Gui afirma que ela quer controlar todos os aspectos da sua vida e que isso não pode ser. Teresa acaba por ceder, mas depois do filho a deixar a sós com o marido, confessa que não pode viver assim. Bernardo faz-lhe ver que não pode afrontar Gui nesta altura, porque é ele quem detém o poder.

Ainda debilitada, Inês deixa o hospital. Duarte coloca Martim no ovo de transporte, enquanto ela o observa mas sem qualquer sinal de ternura no olhar. Duarte beija a testa de Inês antes de saírem do quarto, tentando animá-la.

Raquel almoça com Babi e conta que a família de João é muito simpática, em particular o irmão que, apesar de ser invisual, está sempre a brincar com isso. Babi também fica entusiasmada por saber que João vai viver com Mariana, dizendo que ela já merecia uma coisa boa na vida. Logo a seguir, larga uma bomba, contando a Raquel que Adriana foi detida por lenocínio e fraude fiscal, confirmando-se que tinha um negócio de acompanhantes de luxo. Raquel finge-se chocada e disfarça o pânico que está a sentir, pois teme que venha a saber-se que, ela própria, também trabalhou como acompanhante para Adriana, quando não tinha outra forma de se sustentar.

Mariana conta a Nonô que a família ficou surpreendida com a decisão de ela viver com João, mas que o mais importante foi ter o apoio da mãe. Mariana confessa que o que a motivou foi sentir que encontrou em João um pai para Carolina. Nonô diz que já tem saudades de ir a um casamento e a amiga diz que não chegaram a falar disso. Mariana brinca com a amiga e aconselha-a a pensar em planear o seu próprio casamento.

Vera fica impaciente porque não consegue que Alberto a deixe utilizar o computador. Alberto também desespera porque Amélia lhe interrompe o trabalho para aspirar a sala e muda-se para a saleta. Já desconcentrado, entrega finalmente o portátil à sobrinha. Põe-se a ver televisão mas por pouco tempo porque Ester lhe pede para arrumar umas travessas na cozinha. Vera conta a Ester que Sebastião perdeu o emprego no shoping e confessa que está preocupada por não conseguir falar com ele.

Artur e Júlia vão a casa de Carminho e Jorge, a pretexto de verem Joaninha. Jorge conta que as noites já não são a mesma coisa, depois da filha ter nascido. Porque quer ficar a sós com a amiga, Júlia sugere subtilmente aos homens que vão tomar um copo. Depois de eles saírem, Júlia confessa a Carminho que está a pensar oferecer um presente ao filho recém-nascido de Duarte. A amiga faz-lhe ver que não é boa ideia, pois Inês não irá achar piada. Júlia acaba por concordar com o que afinal já sabia e tenta convencer-se de que Duarte já faz parte do passado.

Inês desembrulha o presente que Teresa e Bernardo levaram para Martim, agradecendo a gentileza. Duarte queixa-se de que Gui nem sequer lhe mandou uma mensagem de felicitações pelo nascimento do filho. Teresa justifica que o irmão anda outra vez numa fase de instabilidade e que é cada vez mais difícil conviver com ele. Martim começa a chorar e Inês mostra-se agastada por ter de amamentar o filho outra vez. Todos estranham a forma agressiva como ela está a lidar com a situação. Depois de Teresa e Bernardo saírem, Duarte fica a ver Inês a dar de mamar a Martim, sem saber o que dizer.

Miguel vai beber uma água ao café do shoping e encontra as suas duas mulheres. Sónia queixa-se de que ele anda a perder a força mas estranha que Luísa diga que com ela, Miguel esteve em grande forma. Ele justifica-se e diz que só passou por uma fase de menos fulgor, prometendo estar ao melhor nível com Sónia. Cátia vai pedir à prima um rolo de multibanco emprestado e aproveita para lhe perguntar se ela já falou com o senhorio, desejosa que ela volte para casa. Sónia diz que sim e que as obras estão quase concluídas. No entanto, revela que está em conflito com o senhorio porque ele quer que seja ela a pagar as obras, culpando-a pela inundação. Cátia alivia-lhe as preocupações dizendo que ela pode continuar a morar consigo até resolver o problema. As primas entram na loja Flor de Sal para pedir a Cristóvão que ceda um rolo de multibanco a Cátia. Só que o gerente nega o pedido, incentivado por Hernâni para tratar Cátia com desprezo. Nem mesmo a insistência de Sónia o demove e Cátia acaba por ir pedir o rolo a outro lado. Hernâni faz sinais de aprovação a Cristóvão, mas este sente-se muito mal com o que acabou de fazer.

Vera procura Sebastião no shoping e fica desagradada com Hernâni quando o segurança lhe chama calão, por não ter ido trabalhar, provocando o caos na zona da restauração. Vera, desesperada, volta a ligar para Sebastião que finalmente atende o telefone, fazendo com que ela sai apressada para ir ter com ele, indiciando que algo não está bem.

Raquel vê a notícia da prisão de Adriana e suspira esperando não ser prejudicada. Hugo chega nesse instante e revela que tem tudo acertado para iniciar o negócio de carros roubados, mantendo a fachada da empresa de peles. Raquel informa-o de que vai a casa de Mariana para ver Carolina antes de a devolverem a Gui.

Nonô e Mariana, estão entretidas no computador e esbarram na notícia da prisão de uma “tia” de Cascais que tinha uma agência de acompanhantes de luxo. A notícia revela o nome das mulheres que trabalhavam para ela. Mariana fica a tremer quando vê que uma dessas mulheres era Raquel. Nonô fica igualmente em choque e Mariana balbucia que só pode ser engano.

Júlia sugere que Carminho experimente ceder alguns dos seus acessórias às produções da Blondie, ideia que também agrada a Artur. Este transfere a brincar para Jorge, a pressão de apressar a escolha das peças. Carminho e Jorge contam que vão apresentar a filha Joaninha a Martim, o filho de Duarte. Júlia  mantém o sorriso que tem na cara e não se mostra afectada, pedindo apenas a Artur que a deixe  em casa de Mariana.

Vera descobre Sebastião bêbado e deprimido a dizer que não vale nada e que era melhor atirar-se ao rio. Vera ajuda-o a levantar-se e consegue convencê-lo a darem uma volta.

Raquel chega a casa de Mariana e encontra-a muito deprimida, pensando que isso se deve ao facto de ter de devolver Carolina ao pai. Mariana endurece a expressão e esclarece que não está assim por causa da filha. Mariana exige que a tia diga que nunca foi prostituta, pedindo-lhe que lhe diga, por favor, que é tudo mentira. Raquel fica chocada sem saber o que dizer. (conclusão)

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close