“Dancin’ Days” resumo de 11 a 17 de junho

Anterior1 de 4Seguinte

Dancin Days Logo Final Dancin Days resumo de 11 a 17 de junho

4º Episódio

 

Raquel demonstra toda a ingratidão a Júlia, desvalorizando os dezasseis anos que a irmã passou na cadeia, pelo crime que ela cometeu. A única preocupação que tem, é exigir a Júlia que se afaste de Mariana e que nem pense em dizer-lhe que á a sua mãe. Magoada, mas sobretudo, indignada, Júlia expulsa Raquel do quarto.

Alheia ao que se desenrola, Mariana conversa com Nonô sobre o seu aniversário, dizendo mesmo que, se por acaso a mãe lhe aparecesse nesse dia, a expulsava da festa. Mariana pensa que a mãe verdadeira só pensa em si e nas viagens que faz, enquanto Raquel, embora sua tia, gosta dela como uma mãe verdadeira.

Vera pede a Carminho para trabalhar como recepcionista na clínica de estética. A prima pede-lhe em troca que vá com ela a casa de Francisco, para pedirem ao advogado que não meta ao banco o cheque careca que Alberto lhe passou. Enquanto esperam para serem recebidas, conhecem Gui que demonstra grande simpatia por Vera, levando-a a conhecer o jardim da casa. Carminho tenta convencer Francisco a perdoar a divida de jogo ao pai, mas o máximo que consegue é que o advogado espere até ao fim do mês para levantar o cheque. Nem mesmo chorando Carminho consegue os seus intentos, saindo furiosa da casa do advogado, arrastando Vera consigo, sem que Gui consiga sequer ficar com o contacto da rapariga.

Hernâni tenta enganar Cristóvão na venda de um automóvel. Como não consegue, entrega o assunto a Miguel, que é apanhado de surpresa, pois o cliente sabe bem o que quer. Cristóvão deixa o stand, dizendo que só voltará quando receberem mais carros dentro daquilo que pretende. Hernâni escapa-se para a loja de Nicole e tenta seduzi-la a ir a sua casa para recolher os livros que a filha esqueceu. A ex-mulher percebe o truque e ameaça atirar-lhe com um frasco à cabeça, lembrando a Hernâni as traições que cometeu, enquanto foram casados.

Depois da discussão que teve com Raquel, Júlia desabafa com Isabel e Jorge, que promete ajudá-la a endireitar a vida. Para começar, convida a amiga para jantar em casa de Carminho. Isabel diz que ela vai adorar conhecer a cunhada, que até é demasiado boa para o que o irmão merece.

Duarte fica amuado, quando entra no seu apartamento de Bruxelas e dá de caras com Teresa. A mãe impõe-se e exige saber o que se passa com ele, para não ter dito que sofreu um acidente antes de deixar Lisboa. Duarte explode e faz ver à mãe que está cansado da sua protecção, dizendo que a melhor atitude que tem a tomar, é voltar para Lisboa. Teresa fica igualmente chocada por saber que o filho mais velho detesta a carreira diplomática e o sítio onde vive. Sem se deixar abater pela agressividade de Duarte, até ao ministro dos negócios estrangeiros telefona, para fazer com que Duarte regresse a Lisboa. Este, está igualmente determinado em organizar a vida e termina o namoro com Yang.

Sem perceber como, Duarte acaba por ser chamado para voltar a Portugal.

Júlia decide acolher o cão que Duarte atropelou e leva-o, escondido, para o quarto do hotel onde está a viver. O jantar em casa de Alberto e Ester não pode correr melhor a Júlia, muito bem recebida por toda a família, especialmente Carminho, que apoia Jorge na ajuda que está a dar à amiga. Jorge telefona a Hugo e arranja uma entrevista de emprego a Júlia, na loja de som do amigo. Sem que Alberto ouça, Jorge sugere a Carminho que Júlia seria a hospede ideal para alugar o quarto lá de casa.

Raquel conversa em grande cumplicidade com Hugo sobre os acabamentos do clube nocturno. Mariana irrompe, acompanhada por Nonô e deixa claro que quer fazer ali, a sua festa de aniversário.

Francisco fica com dificuldades financeiras devido a um processo de fuga ao fisco. É avisado por um funcionário judicial seu amigo, que o tribunal se prepara para lhe penhorar bens de grande valor. Francisco, muito tenso, garante que vai resolver o assunto rapidamente e pensa em vender parte do património da família.

Gui consegue localizar o hotel onde Júlia está hospedada e passa o contacto a Duarte, que fica grato ao irmão.

Hugo dá emprego a Júlia na sua loja de som e leva-a a almoçar. Sincera, Júlia põe as cartas na mesa e conta-lhe que já esteve presa. Hugo vê nela uma mulher desesperada e apalpa-lhe a perna, propondo levá-la para um hotel. Júlia despeja-lhe vinho em cima e vai-se embora, furiosa. Hugo segue-a para a rua e tenta conversar com calma. Júlia não gosta de ser agarrada e dá-lhe um estalo. A polícia está por perto e intervém, levando-a para a esquadra. Júlia fica em pânico, pois pode perder a liberdade condicional. (conclusão)

Anterior1 de 4Seguinte

Se encontrou algum erro, selecione e pressione Shift + Enter ou clique aqui para nos informar.

  • AzevedoBeatriz

    A Joana Santos e Soraia Chaves Interpreta Júlia e Raquel.

  • ConceicaoLinoSIC

    Boa Tarde.