SIC

Conheça os segredos da cenografia de «Dancin’ Days»

Mauricio Rohlfs

«Dancin’ Days» é a atual novela portuguesa exibida em horário nobre na estação de Carnaxide, uma coprodução entre a SIC e a TV Globo. E, nos segredos da produção, está a confeção de toda a cenografia (conceção, desenvolvimento das peças ou criação dos conceitos), que esteve a cargo de profissionais da TV Globo.

«O processo criativo dos cenários tem o seu inicio assim que  o autor fornece a sinopse. Na posse da mesma e do perfil dos personagens, é estabelecido o conceito da novela e de cada cenário, com as suas cores predominantes, estilos de decoração e arquitetura, ou seja, o clima de cada cenário fica determinado. Na fase do projeto em si, sempre atento ao  texto e a história que se quer contar,  temos que levar em consideração vários fatores, como se é um cenário fixo ou não, a sua dimensão e o orçamento.» começou por dizer ao A Televisão o cenógrafo da TV Globo Mauricio Rohlfs, que esteve e está envolvido no projeto, acrescentando que «Os cenários geralmente são feitos com peças independentes que variam de tamanho. Na maioria da vezes, essas peças são de madeira e, como um quebra-cabeças, são montadas, tendo posteriormente  o acabamento  que pode ser de pintura,  forração de tecido ou papel, ou até mesmo de azulejos cenográficos. Após a montagem e a pintura dos cenários iniciamos  o “dressing”: entramos com os móveis, tapetes, cortinas, luminárias,quadros e adereços que dão vivência  ao cenário. Cada detalhe tem a sua importância e está ali para tornar o cenário mais real, somar e complementar a cena.».

«Em Portugal, os cenários seriam fixos e estariam em dois estúdios com dimensões distintas. O primeiro fator a ser levado em consideração foi como  melhor aproveitar a área desses  dois estúdios. Uma vez determinado o espaço que cada um ocuparia, demos início ao projeto e, posteriormente, ao seu “detalhamento”.», continou Mauricio, pronunciando-se acerca dos estúdios da SP Televisão, onde é gravada a novela. «De todos os cenários da novela, quatro destacavam-se pela sua importância: o apartamento da Família “Galvão”, o apartamento de “Raquel”, a Casa dos “Corte Real” e o Shopping. Esses foram também os mais complexos e os que mais prazer proporcionaram.», confessou.

Tratando-se «Dancin’ Days» de um remake da novela brasileira com o mesmo nome, em relação à cenografia Mauricio Rohlfs esclarece que «Comparando a versão original com o remake, todos os universos principais foram mantidos, outros foram criados, como o Shopping. Quanto aos cenários, não houve semelhanças entre si, por a primeira versão é passada no Rio em 1978 retratando um momento específico da cidade e o remake passa-se em Lisboa no ano de 2012.». A nível profissional, Mauricio confessa que «Várias novelas tiveram décors que me deram grande prazer. Citando as mais recentes, a atual versão de “Dancin’ Days”,  “Fina Estampa” e “Insensato Coração”. Citando as mais antigas, uma que me deu um gosto especial foi a mini-série “Os Maias” e também a mini-série “Mad Maria”».

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close