SIC

Cláudia Vieira não quer voltar a apresentar o «Ídolos»

Apesar do balanço positivo nesta quinta edição do «Ídolos», Cláudia Vieira e João Manzarra tiveram uma concorrência muito forte intitulada “A Tua Cara Não Me É Estranha”. Além disso, os concorrentes também foram muito criticados. Há quem defenda que são muito novos e todos com características muito semelhantes, o que dificulta que exista um eleito desde logo. Esta edição também terá sido muito comparada com as anteriores.

Em conversa com a «Correio TV», Cláudia Vieira admite que: «o ‘Ídolos’ tem de respirar um bocadinho. Faz falta o programa estar três ou quatro anos fora do ar e só depois voltar. O formato é fortíssimo, funciona a nível internacional tem é de deixar crescer mais gente para aparecerem novos talentos».

Quando questionada se gostava de continuar a ser a apresentadora do programa, Cláudia Vieira demonstra ter as suas dúvidas. Sem querer afirmar que «Ídolos» é um capítulo encerrado, acha que faz mais sentido um intervalo de anos e talvez, quem sabe, uma mudança na dupla de apresentadores.

Recorde-se que este programa de talentos esteve ausente do ecrã durante 5 anos. Sendo que em 2005, Sérgio Lucas foi consagrado vencedor da 2ª edição e, só mais tarde, em 2009 é que regressou o formato. Filipe Pinto foi o ídolo eleito pelos portugueses em 2010 e relativamente a audiências – a SIC teve motivos para sorrir.

  • S

    Um pouquinho mais de atenção, sff… Terceira edição (logo na primeira linha)??

    Já agora, gostava de perceber qual o balanço positivo que se consegue fazer deste (arriscaria a dizer mega) flop!

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close