SIC

Clara de Sousa lamenta falta de tempo em debate eleitoral

Foi no debate entre Francisco Louçã e José Sócrates que a jornalista da estação de Carnaxide se queixou de terem existido perguntas que ficaram por responder. Segundo Clara de Sousa, o tempo acabou por tornar-se num autêntico obstáculo na sua estreia nos debates políticos para as próximas eleições: “Tenho pena que algumas perguntas que lhes coloquei, nomeadamente ao nível político, não tenham sido respondidas, mas o tempo estava no fim”.

Em relação à sua intervenção na conversa entre os dois candidatos, a ex-mulher de Francisco Penim apenas explica que o seu objectivo passou pela intervenção de ambos no debate: “Não gosto de um moderador que intervenha demasiado. Dei-lhes o tempo suficiente para explanarem o que era essencial”

Desta forma, Clara de Sousa admite que deveria ter existido uma melhor gestão do tempo por parte de Francisco Louçã e José Sócrates: “Gostava que eles tivessem estabelecido o limite mínimo a partir do qual sairiam e dariam lugar à renovação”.

É agora altura de aguardar para comprovar se a jornalista irá ou não manter esta postura no próximo debate para as legislativas.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close