SIC

‘Ciranda de Pedra’ a 2 de Junho

‘Duas Caras’ termina em Junho e será substituída por ‘A Favorita’ A SIC vai estrear, no dia 2 de Junho (segunda-feira), a nova novela da TV Globo, Ciranda de Pedra, que irá substituir Desejo Proibido. A ficção é uma “adaptação livre” e “mais suave” do livro homónimo de Lygia Fagundes Telles, de 1954, que, em 1981, já tinha servido de argumento para uma novela com o mesmo nome.

A história, que na primeira versão se passava em 1948, agora ocorre na São Paulo de 1958 e aborda o triângulo amoroso entre Laura (Ana Paula Arósio), o marido, Natércio (Daniel Dantas), e o médico Daniel (Marcello Anthony). Devido ao horário em que é emitida no Brasil (18.00), a nova adaptação deixa de fora dois temas importantes na obra: a eutanásia e o lesbianismo.

“O livro tem uma narrativa densa. Para o horário das 18.00, é necessário suavizar. Independentemente da classificação indicativa [que estipula a faixa etária a partir da qual o programa deve ser visto], temos o bom senso de levar ao público uma obra leve e elegante”, afirmou Alcides Nogueira, escritor responsável pela adaptação, em declarações à Folha de São Paulo.

Mesmo assim, o fio condutor continua a ser o mesmo. A novela começa quando Laura regressa a casa, depois de ter estado internada durante seis meses numa casa de repouso, por ordem do marido e o vilão da novela, Natércio. Este proíbe-a, entre outras coisas, de ver as filhas: Bruna (Anna Sophia Folch), Otávia (Ariela Massoti) e Virgínia (Tammy Di Calafiori).

Natércio decide organizar uma festa de aniversário para a mulher, na qual pretende fazer importantes contactos profissionais. Antes, porém, prende Laura no sótão da mansão e faz de tudo para minar as forças dela. Fatigada, Laura sucumbe às pressões e às imposições do marido, mas apenas por algum tempo, até decidir tomar as rédeas da sua vida e lutar pela sua felicidade.

Laura volta a receber cuidados médicos de Daniel, médico da casa de repouso e com quem teve a filha mais nova, Virgínia. Natércio começa a perseguir os dois, de tal forma, que Laura abre mão de seu casamento de aparências e vai viver modestamente com Daniel. Mas a história está longe de terminar, pois o amor de Laura e Daniel volta a ser ameaçado pelas maldades de Natércio.

Pior estreia da década

Ciranda de Pedra, que se estreou no dia 5 deste mês no Brasil, não teve um início muito auspicioso. Segundo a imprensa brasileira, o primeiro capítulo da novela conseguiu 25,4% de audiência em São Paulo, sendo a pior estreia de novela no horário das seis nesta década. Os números continuam abaixo dos obtidos por Desejo Proibido, que foi exibida anteriormente no mesmo horário. Na média dos três primeiros capítulos, Ciranda de Pedra obteve 23%, contra 27% da sua antecessora.

No entanto, recorde-se que Duas Caras, quando começou, obteve também fracas audiências para o horário, tendo recuperado ao longo do tempo. O sucesso da novela foi tal que os responsáveis da Globo pediram várias vezes a Aguinaldo Silva, autor da ficção, para adiar o fim de Duas Caras.

‘A Favorita’ também em Junho

No Brasil, Duas Caras termina na sexta-feira. Por cá, não falta muito para saber o que acontece a Maria Paula e Ferraço, pois a SIC está a emitir a novela com poucos dias de desfasamento em relação à Globo. A novela deve terminar no dia 13 de Junho e será substituída por A Favorita, protagonizada pelas actrizes Patrícia Pillar e Cláudia Raia. A SIC está esta semana no Brasil para renovar o contrato com a Globo.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close