SIC

Afinal, onde está o dinheiro da SIC?

Muitas são as questões em relação à forma como a SIC tem despendido o dinheiro com as últimas contratações. Se uns não entendem como a estação consegue assinar contratos milionários com actores e apresentadores de televisão depois de ter rescindido com alguns profissionais de forma amigável, outros consideram esse investimento normal. Francisco Penim, ex-director de programa da estação de Carnaxide, não sabe onde existe tanto dinheiro para as últimas contratações. Ciente de que, na altura em que era director de programas do canal, poucas eram as extravagâncias que poderia cometer com o orçamento, o ex-marido de Clara de Sousa afirma o seguinte à Notícias TV: “Não faço ideia onde vão buscar o dinheiro”.
Já Eduardo Cintra Torres considera que os últimos contratos foram possibilitados pela redução de custos noutras áreas do canal: “Devem ter feito poupanças em outras áreas, cortado algumas gorduras em despesas”.

Perante estes especulações, Nuno Santos anula algumas opiniões, afirmando que a gestão do orçamento é agora efectuada de forma diferente. “Não há mais dinheiro na SIC, há apenas uma gestão diferente. Embora as pessoas pensem isso, nós estamos a trabalhar com um orçamento de grelha igual ao que tínhamos em 2009 e 2010. Nos últimos dois anos, para saldar os nossos compromissos, tivemos um investimento muito baixo em grelha. Por exemplo, gastámos oito milhões de euros em produtos como Chiquititas. Ora com esses constrangimentos atenuados vamos poder utilizar o nossos orçamento de outra forma”, revelou o director de programa do terceiro canal.

Luís Marques relembra a concorrência que a SIC está viva e de boa saúde: “Fala-se da estação como se tivesse desaparecido, mas temos resultados positivos em targets comerciais. Estar em primeiro, segundo ou terceiro lugar tem que ser visto com relatividade e a nossa capacidade também está relacionada com o cabo”.

Por fim, de salientar que o ano de 2011 não será o último de Nuno Santos à frente da estação de Carnaxide. Quem o afirma é Luís Marques: “Ele é o director de programas e vai manter-se. Temos um universo de canais muito grande e não temos gente a mais, temos trabalhado como uma equipa pequena”.

Tags

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close