Séries

Cory Monteith também vai morrer de drogas em «Glee»

cory-monteith-320

cory-monteith-320

A personagem que Cory Monteith desempenhava na série Glee também morrerá por causa do efeito de drogas, tal como aconteceu na realidade com o ator. A sua morte aconteceu há quase um mês, na sequência de consumo de álcool e drogas.

O anúncio foi feito pelo diretor de entretenimento da Fox, e vai ser transmitido no terceiro episódio da quinta temporada (dia 10 de outubro nos Estados Unidos de América): «Esse episódio vai estar diretamente relacionado com os incidentes que envolveram a morte de Cory, em especial o consumo abusivo de drogas», revelou Kevin Reilly. Além disso, os lucros que vêm dos temas cantados no mesmo episódio serão doados a uma fundação, revela o Diário de Notícias.

Em relação ao futuro da série, parece que irá terminar em 2015, após o término da sexta temporada: «Nunca digas nunca. Mas não acredito que vá além de mais duas temporadas [a quinta e sexta]. Tudo caminha nesse sentido», comentou Kevin Reilly. A série é uma das mais populares no mundo, com milhões de seguidores.

  • drunk!mellie

    Por um lado eu não concordo que a morte do Finn tenha de estar ligada às drogas. O Finn e o Cory não eram a mesma pessoa. Ele era completamente anti-drogas, mesmo ainda antes de saber que o pai dele tinha morrido de overdose. Logo no primeiro episódio da série quando o Will o chantageou com as drogas que (não) encontrou no cacifo dele para ele entrar para o coro ele disse que nunca era capaz de se meter nisso, o que ele mais queria na vida era fazer com que a mãe tivesse orgulho nele. Mas por outro compreendo que sendo o Glee uma série mais direccionada para um público juveni, que retratando esta tragédia da vida real tal e qual na série faça com que quem vê abra ainda mais os olhos para os perigos que as drogas e o álcool trazem à vida de quem os consome. Já para não falar do sofrimento dos outros que convivem com os viciados, que mesmo fazendo tudo o que podem para os ajudar nem sempre os resultados conseguidos são positivos e que quando a pessoa que eles amam morre assim uma morte destas uma parte deles vai acabar também destruída e nunca vai sarar completamente.
    Esta situação toda que se está a passar com a morte do Cory serviu em muito para aumentar o meu apreço pela Lea Michele, eu já era uma grande fã dela, mas a força e a coragem que ela está a mostrar nesta altura, a fazer o barco andar para a frente, fazem-me admirá-la ainda mais. Com tudo o que ela tem tweetado neste últimos dias dá para perceber que ela prefere estar assim ocupada e na companhia de pessoas de quem ela gosta e que gostam dela e gostavam do Cory do que estar em casa sozinha a deprimir, o que não quer dizer que ela não precise também dos seus momentos a só para poder chorar e fazer o luto e relembrar os bons momentos que viveram juntos. Eu não consigo imaginar como será para ela ter de reviver tudo isto na pele de Rachel Berry, vai ser certamente muito desgastante física e emocionalmente. Claro que também o será para os outros colegas do elenco, mas para ela principalmente pois eles namoravam há quase dois anos e já quase viviam juntos.
    Também para mim vai ser difícil ver este episódio, ainda para mais sendo no dia em que é. Ver uma das minhas personagens preferidas morrer e com ele metade do meu “ship” (mas como o Cory e a Lea e até os autores da série tweetaram em mais do que uma ocasião, FINCHEL FOREVER, e já agora, MONCHELE FOREVER também), e depois ver a minha outra personagem preferida a sofrer com tudo isto. Vão ser gastos pacotes e pacotes de lenços a ver este episódio.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close