Peso na Balança

Peso na Balança – A sexta semana

Mais uma semana começou e chegou ao fim. E, parece, a partir de agora as coisas vão aquecer, ainda par mais quando há aliança que começam a ficar fragilizadas e quando há concorrentes que começam a abrir os olhos… E a expulsão da dupla azul-turquesa, composta pela Andreia e pela Ana, foi o primeiro passo!

A Prova da Tentação chegou e parecia ser simples perceber quem iria à Caminhada: bastava que uma dupla ingerisse a maior quantidade de calorias, ao comer a maior quantidade de comida fast food. E uma dupla masculina, com um grande apetite, teria grandes capacidades de ganhar a Imunidade. E, em competição, só uma dupla masculina: a dupla castanha (Carlos e João). Bastava que estes fossem a jogo com uma enorme vontade de encher o estômago para a Prova da Tentação estar “no papo”! E foram, mas não foram os únicos! O Diogo, da equipa laranja, também comeu (ingeriu 2300Kcal), mas não foi o suficiente para ganhar aos outros dois concorrentes (o Carlos e o João, em conjunto, ingeriram 4408Kcal). E foi aqui que o verniz estalou!

Se até agora as alianças e os acordos passavam um pouco despercebidos (escondidos por uma suposta afinidade entre concorrentes), o resultado da Prova da Tentação foi o suficiente para se perceber o que se passa nos corredores da Herdade do “Peso Pesado 2”. O Diogo, ao perceber que tinha perdido para o João e para o Carlos, pôs “tudo a nu” e mostrou logo que havia conversas paralelas, que havia combinações, que há concorrentes que se protegem. E, naquele momento, o Diogo percebeu que afinal há quem esteja a jogar e a manipular o jogo a seu favor…

Na Caminhada, o Carlos acabou por perceber que, afinal, este poder não lhe ia trazer o que ele mais queria: a possibilidade de alterar o jogo a seu favor. O que ele teve, tal como o João, foi uma das decisões mais simples que o poder trouxe à competição, nesta temporada. E, durante o treino com o Comando (consequência da Caminhada), o Carlos ganhou uma prova que lhe deu a possibilidade de controlar o “conflito” da Prova da Tentação: deu um 1Kg de vantagem na pesagem à equipa laranja (uma forma de passar as mãos pelas costas ao Diogo… Amizade? Não! Estratégia.).

Com a equipa castanha imune e a equipa laranja com 1Kg de vantagem, só faltava uma equipa ter uma desvantagem de 2Kg na pesagem… E, numa prova, a equipa roxa (Sara e Ivo) acabou por ganhar a possibilidade de escolher uma dupla para, na Sala da Pesagem, dar a desvantagem de 2Kg a uma equipa, prejudicando-a, pondo-a em risco de ficar abaixo da linha amarela e enfrentar a eliminação. Mas só quando estivessem todas as duplas prestes a subir à balança é que se saberia a decisão da dupla roxa… apesar de já parecer previsível quem iria receber esse “presente envenenado”!

Mas houve surpresas, como vendo sendo habitual no “Peso Pesado”! E, para espanto de alguns, afinal não foi a equipa verde a receber os 2Kg de desvantagem, como muito se especulou: a estratégia falou mais alto que o coração e a equipa amarela ficou com a desvantagem (apesar de a grande amizade – dizem eles e também elas – entre a Sara e a Margarida!). Afinal, começou-se a jogar a sério…

E chegou o momento de as duplas começarem a subir à balança. A começar a “ronda” da semana, a equipa castanha, imune, foi a primeira a pesar-se, tendo perdido 5,2Kg, ou seja, 2,24% de peso perdido. Seguiu-se a equipa amarela que perdeu, no conjunto, 6,3Kg; como tinham 2Kg de desvantagem, o peso, para o jogo, acabou por ser de 4,3Kg, o equivalente a 1,80% de peso perdido. A terceira dupla a subir à balança foi a dupla roxa que perdeu 6,4Kg, o que corresponde a uma percentagem de peso perdido de 2,92%. Depois foi a vez da dupla laranja pesar-se e, no conjunto, os dois concorrentes perderam 3,3Kg; com 1Kg de vantagem, para o jogo o peso que contou foi de 4,3Kg, o equivalente a 1,84% de peso perdido. Por último, foi a vez da equipa verde subir à balança e, para calar muita gente, perdeu 8Kg, ou seja, 2,59% de peso perdido. Curiosamente, as duplas sem vantagem, desvantagem ou imunidade foram aquelas que mais peso perderam e as que ficaram no topo, em relação à linha amarela; a equipa castanha, imune, ficou logo acima da linha amarela e, abaixo, a equipa amarela (com 2Kg de desvantagem) e a equipa laranja (com 1Kg de vantagem). Se a equipa amarela não tivesse os 2Kg de desvantagem, teria sido a equipa laranja e a equipa verde a irem à Sala de Eliminação (visto que a equipa castanha tinha imunidade!). E, curiosamente, o ‘peso pesado’ da semana estava numa das duplas a estar prestes de sair, a dupla amarela: o Marco perdeu 4,2Kg, o equivalente a uma percentagem de peso perdido de 3,47%.

E a Sala de Pesagem, esta semana, não podia ser mais surpreendente… A equipa castanha, a primeira a votar, optou por dar o seu voto para eliminar a equipa amarela (curiosamente, a equipa amarela, na semana passada, decidiu salvar a dupla castanha por ser “injusto” estarem abaixo da linha amarela por consequência do jogo… e agora, não era injusta a posição da dupla amarela? Era, mas a equipa castanha não deixou de jogar e isso foi “bem feito” para a equipa amarela se arrepender da decisão que tinham tomado na semana passada. Foram burros? Claro! E agora viram o quanto e perceberam que estavam a ser manipulados por quem estava a jogar…). A seguir, seguiu-se a equipa roxa e, no seguimento do jogo, voltaram a “tramar” a equipa amarela. E, já com dois votos, não serviria de nada saber o voto da dupla verde, mas a produção, pela primeira vez, fez questão de o mostrar: eliminavam, também, a equipa amarela.

E, mais uma vez, houve surpresas: afinal, a equipa amarela não será eliminada. Estão em competição, na chamada ‘linha de risco’, concorrendo com todas as outras duplas. No final desta semana que está a começar, para ficarem no jogo (e expulsarem outra dupla), a percentagem de peso perdido da dupla amarela terá de ser superior à média de percentagem de peso perdido de todas as outras duplas (caso isso não aconteça, serão automaticamente eliminados). E, para os ajudar nessa tarefa, irão contar com o treinador Rui (por opção da dupla, ficando todos os outros com a São). Parece uma semana difícil… mas certamente que será estimulante!

O destaque da semana ficou por conta do Rui, ao tentar abrir os olhos da dupla amarela e mostrar que podem estar a ser usados por certos concorrentes, envoltos nas suas jogadas. A pergunta tinha ficado no ar: “Será que a dupla castanha [que a dupla amarela tinha salvo na semana passada] iria recompensá-los e salvá-los quando ficassem abaixo da linha amarela?”. A resposta chegou hoje e não me espantou, acho que foi bastante óbvia: a equipa castanha, na primeira oportunidade, quis correr com eles! Espero que a equipa amarela tenha percebido a jogada e, para a próxima, pensem em condições quando tomarem uma decisão…

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close